quarta-feira, 7 de julho de 2010

Parabéns Cinemaniac

É com muita felicidade que o blog Cinemaniac completou o seu segundo ano de existência, no último dia 2 de Julho. Realmente ter um blog nos dias de hoje, em que a informação é altamente distribuida, não é uma das missões mais fáceis. Porém, esta dificuldade só nos traz mais prazer para continuar com este espaço. Nestes dois anos, muita coisa já foi escrita por aqui. Diversas notícias, opinões e acima de tudo, muitas dicas. E para comemorar estes dois anos de blog, o Cinemaniac realiza um Top 10 muito especial. Hoje ele será sobre as dez melhores dicas de cinema já postadas aqui no blog.

10º Lugar (O Labirinto do Fauno)

" O que falar de um dos filmes mais surpreendentes e realistas que já vi. Dirigido por Guilhermo Del Toro, a obra surpreendeu o mundo e conquistou milhares de fãs. Misturando realidade com fantasia, o filme faz um retrato fiel do fascismo Franquista. Além disto, brinda o espectador com uma história extremamente inovadora e surpreedente que se tornou um dos grandes sucessos do ano de 2006. Destaque para o sublime elenco, com grande atuação de Sergi Lopes, na pele do vilão vidal, para a fantástica trilha sonora e para o clima criado por Del Toro, que encanta e ao mesmo tempo choca o espectador. Sem dúvidas uma das minhas obras prediletas."

9º Lugar (Adeus Lênin)

"Adeus Lênin é, na minha opinião, um dos filmes mais criativos já realizados. Assim como Labrirnto do fauno, o filme nos apresenta uma critica social fantástica. Porém, diferente do clima sombrio apresentado por Del Toro, o diretor Wolfgang Becker opta pelo humor, para retratar uma curiosa história durante a divisão da Alemanha. Com um elenco brilhante, entre eles o já conhecido Daniel Bruhl (do tambpém excelente Bastardos Inglórios), o filme narra a história de uma fervorosa matriarca socialista, que adorava o modo socialista de viver da Alemanha Oriental. Diferente de sua mãe, seu filho, interpretado genialmente por Bruhl, é totalmente oposto ao regime. Em uma de suas manifestações, o jovem acaba sendo espancado pela policia, no justo momento em que sua mãe passava pelo local. Traumatizada, a matriarca sofre um infarto e entra em coma. Meses depois, a mãe desperta de seu trauma, mas encontrará uma Alemanha completamente distinta. Sabendo que um outro trauma poderia ser fatal para ela, seu filho, contando com o apoio de um amigo e de sua irmã, partem em uma criativa tentativa de não chocar a chocar a sua mãe, com a invasão do capitalismo. Explorando com genialidade a trama, o resultado é uma obra que encanta. e conquista o espectador. "

8º Lugar (Up - Altas Aventuras)

"Como todos os leitores do cinemaniac sabem, sou um grande fã das animações. Além disto, particularmente, sou também super fã do estilo Pixar de filmar. Por isto não podia deixar de fora desta lista tão especial, uma obra do estudio. Up - Altas Aventuras fez a animação alcançar um nível talvez nunca antes visto. Explorando todos os principais elementos cinematográficos, como o poder da trama, a fotografia e a trilha sonora, o filme conseguiu se tornar uma das minhas animações prediletas. Trazendo uma história altamente sensível, repleta de emoção, Up conquistou milhares de espectadores e grande parte da crítica. Dirigido por Pete Docter, o filme é uma obra encantadora, que sem dúvidas, conquista o espectador desde as primairas cenas. Aliás, os 15 primeiros min de projeção, são tão expressivos, tão fantásticos, que já valem o preço do ingresso. Vale lembrar também da excelente trilha sonora compota por Michael Giacchino, que inclusive venceu o Oscar na categoria. "

7º Lugar (Quem quer ser um Milionário ?)

"Dirigido pelo inovador Danny Boyle, Quem quer ser o Milionário marcou um ano que foi, talvez, um dos mais ricos em produções cinematográficas. Grande vencedor do Oscar, em 2009, o filme brinda o espectador com uma história fantástica, uma trilha sonora envolvente, uma edição que dá ritmo a trama e uma fotografia expressiva. Além disto, o cenário indiano acabou virando tendência em todo o mundo, graças ao trabalho apresentado por Boyle. Na trama, o longa conta a história de um jovem, sem estudos, que chega a maior pergunta em reality show do estilo Show do Milhão. Pensando em uma possível fraude, o jovem é entregue as autoridades policiais que começam a entender que a vida pode ensinar mais do que uma universidade."

6º Lugar (Quase Famosos)

"Como um grande fã da música, mais precisamente do Rock and Roll, não poderia deixar de fora desta lista um dos maiores filmes musicais já feitos. Quase Famosos é uma bela e emocionante história real, que na minha opinião, conseguiu com primor mostrar um pouco dos bastidores do rock na década de 1970. Dirigido por Cameron Crowe, que passou realmente por toda a história apresentada no filme, o longa além de ser excelente no quesito trilha sonora, nos brinda com um elenco ótimo, uma história magnifica e boas lições de vida. Aliás, a personagem de Kate Hudson, em uma de suas melhores atuações, é sem dúvidas uma das mais apaixonantes do cinema. Além dela, o filme nos apresenta boas revelações como Billy Crudup, que depois viveria o Sr Manhattam em Watchmen, Zoeey Deschanel, que dispensa comentários, e Patrick Fugit, que apesar da ótima atuação, acabou não tendo grandes oportunidades. Destaque para as excelentes cenas, como a discussão no avião e a viagem de ônibus, ao som de Elton John. "

5º Lugar (Gladiador)

"Sou grande fã do trabalho de Ridley Scott. Na atualidade, ninguém consegue fazer filmes grandiosos, como o diretor consegue. E o melhor deles, e um dos meus filmes prediletos, é o Gladiador. Do ano de 2000, o filme é um marco pela sua beleza e pela sua já citada grandiosidade. O primeiro longa da parceria do diretor com o então desconhecido Russel Crowe, que também já rendeu outras pérolas como Um Bom Ano e O Gangster, Gladiador além de sua beleza estética, nos apresenta uma trama muito bem desenvolvida, que prende o espcetador de forma pouco vista. Trazendo um elenco de peso, além de Crowe, marcam presença no longa o ótimo Joaquin Phoenix, Djimon Hounson e Richard Harris. Uma obra marcante, um épico em todos os sentidos."

4º Lugar (Janela Indiscreta e Um Corpo que Cai)

"Esta dica em dose dupla foi uma grande homenagem ao gênio do suspense Alfred Hitchcock. Falar deste grande diretor é algo reralmente complicado, ainda mais quando as obras em questão são Um Corpo que Cai e Janela Indiscreta. Considero duas obras completamente indispensáveis para os fãs do suspense. Escalando o ótimo James Stewart como protagonista, os dois filmes tem narrativa forte, inovações tecnologicas e acima de tudo suspense, muito suspense. Com tramas
inovadoras, as duas obras surpreendem como poucas e mostram porque Hitchcock é considerado um dos maiores diretores de todos os tempos, que inspirou grandes nomes da atualidade, como por exemplo Steven Spielberg. Até por isto, reparem na genialidade dos takes, em como a trama é conduzida e como o diretor trabalha para surpreender o espectador na hora certa. Sem dúvidas, além de grandes filmes, as duas obras são ótimas aulas de como se fazer um filme."

3º Lugar (Batman: O cavaleiro das Trevas)

"Dirigido por Cristopher Nolan e escalando grande elenco, entre eles a mágica interpretação de Heath Ledger, Batman: O cavaleiro das Trevas é um dos maiores filmes de super-heroi já produzidos e sem dúvidas, um dos melhores filmes da última década. Com história marcante, grandes interpretações e personagens inesquecíveis, como a novo versão do Coringa de Ledger, o longa se tornou sucesso de público e crítica. Além disto, Batman permitiu que Ledger ganhasse o Oscar Póstumo, de ator coadjuvante, por sua entrega e participação como Coringa. Não tenho dúvidas que se trata de um divisor de águas, principalmente para os filmes de super-herois, que passaram a ganhar ainda mias força, após o sucesso do Cavaleiro das Trevas. Não é por menos que a Marvel, já prepara o início da franquia Os Vingadores, graças também ao sucesso de Homem de Ferro, e a DC já cogita um possível lançamento de A Liga da Justiça. É aguardar por mais novidades."

2º Lugar (V de Vingança)

"Na verdade só não considero Batman como o melhor filme de super-herois, porque considero V de Vingança, um dos meus filmes prediletos, em todos os gêneros. Baseado em HQ de Alan Moore, o longa dirigido por james McTeigue é considerado uma das grandes obras sobre o anarquismo já feitas. Com cenas marcantes, diálogos brilhantes e uma trama extremamente bem cuidada, o longa não se trata de um simples filme de super-heroi, mas sim uma obra completa. Aliás, V de Vingança na verdade não é um filme de herois, mas sim de um anti-heroi. O personagem V, interpretado de forma magistral por Hugo Weaving (O Senhor dos Aneis, Matrix), na minha opinião, é um dos mais incriveis que já pude assistir. Inteligente, sarcástico e acima de tudo, engajado, V transforma o longa é um dos filmes mais cult da década. Sem dúvidas uma obra marcante, repleta de personalidade e muita qualidade."

1 º Lugar (Titanic)

"O que falar de um dos filmes mais grandiosos que já pude assisitr. Lembro como se fosse hoje, o dia em que assisti a esta obra nos cinemas. Tinha dez para onze anos. A sala, um famoso cinema de rua localizado em Madureira para assistir o "maior sucesso do momento". Ao entrar na sala, percebi que espaço já não tinha mais. Na verdade, ainda sobravam algumas cadeiras, em locais pouco , estava lotada. A entrada, parecia mais de um estádio de futebol, do que de um cinema. O luxuoso hall de entrada, estava tomado por uma multidão, que ansiavaagradáveis. Mas optei por assistir o filme no meio das escadas, em um local pouco confortável, mas onde a visão era clara. Aliás, não fui o único a ter esta ideia. Com o passar dos minutos, cada vez mais as pessoas optavam por lugares nada convencionais. Ao começar a projeção, a sala estava literalmente abarrotada. Não lembro ao certo a capacidade exata do cinema na época, mas como todas as grandes salas de rua, o espaço era enorme. Lembro-me bem que a primeira exibição do pomposo navio Titanic, idealizado por James Cameron, causou surpresa em grande parte do público. Ao longo que o filme ia se desencadeando, cada vez mais o cinema se silenciava. Ao ver a iminente tragédia, o público se impressionou. Não sei se era apenas impressão minha, mas cada vez que a água ia subindo, o frio ia me congelando aos pouquinhos. No final, na inesquecível cena da despedida do casal Jack e Rose, o cinema literalmente congelou. Não se ouvia nada, a não ser os gritos da bela Kate Winslet clamando por ajuda e a bela trilha sonora composta por James Horner. Poucas vezes vi uma integração tão intensa entre o espectador e o filme, como presenciei em Titanic. No final, os comentários só eram positivos. O silêncio que tomou a sala durante grande parte da projeção se transformou em aplausos. E a satisfação foi garantida. Não é por menos que o filme se tornou o meu longa predileto, não só pelo conteúdo apresentado na projeção, mas por significar um grande empurrão para o iníco da minha paixão pelo cinema."

Hors Concours (Luzes da Cidade)

"Considero Chaplin o maior gênio da história do cinema. De maneira criativa, inteligente e extremamente engraçada, o diretor nos brindou com clássicos que não só divertiam, mas também se mostravam extremamente engajadas. Utilizando do seu ótimo senso de humor, Chaplin teve a ousadia de ser critico em momentos que poucos eram. Filmes como O Grande Ditador, O garoto, Tempos Modernos, O Imigrante, Em Busca do Ouro e Monsiour Verdoux, são além de ótimas obras, filmes de um engajamento pouco visto. Porém, para exaltar um dos grandes nomes do cinema, a obra escolhida foi o clássico Luzes da Cidade. Simples, engraçado e acima de tudo emocionante, o longa é uma das grandes obras primas do diretor. Com cenas inesquecíveis, como a hilária luta de boxe, Chaplin nos brinda com um romance singelo e tocante, como pouco se viu no cinema. Uma bela obra, que emociona e diverte com a mesma intensidade."

Menções Honrosas: Bastardos Inglórios, Na Natureza Selvagem, Zumbilandia, Peixe Grande, Gran Torino, Fogo Contra Fogo, Fonte da Vida.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...