segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Birdman voa alto e se sagra o grande vencedor do Oscar 2015


Numa insossa cerimônia conduzida por Neil Patrick Harris, Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) comprovou o seu favoritismo e levou na noite deste domingo (22) a estatueta de Melhor Filme no Oscar 2015. Dirigido pelo mexicano Alejandro G. Iñarritu, que também conquistou o prêmio de Melhor Direção, esta ácida sátira sobre os bastidores de Hollywood fechou a noite com quatro Oscar, garantindo ainda as vitórias nas categorias Melhor Roteiro Original e Melhor Fotografia. Assim como Birdman, O Grande Hotel Budapeste também saiu da cerimônia com quatro estatuetas. Se destacando nas categorias técnicas, a estilosa comédia dirigida por Wes Anderson levou os prêmios de Melhor Design de Produção, Melhor Figurino, Melhor Maquiagem e Melhor Trilha Sonora, para Alexander Desplat. Por outro lado, Boyhood - Da Infância à Adolescência por pouco não passou em branco. Grande rival de Birdman na corrida pelas grandes premiações, o drama independente vencedor do Globo de Ouro e do Bafta conquistou apenas o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante, merecidamente entregue à Patricia Arquette.


Num ano em que as produções de menor investimento roubaram a cena no Oscar, Whiplash - Em Busca da Perfeição chamou a atenção ao faturar três estatuetas. Indicado ao prêmio de Melhor Filme, o longa sobre um obstinado baterista de jazz levou os prêmios de Melhor Ator Coadjuvante, para J.K Simmons, Melhor Montagem e Melhor Mixagem de Som. Já entre as surpresas, Operação Big Hero 6 acabou se destacando ao receber o Oscar de Melhor Animação. Produzido pela Disney, a aventura inspirada num desconhecido grupo de personagens da Marvel derrotou o favorito Como Treinar o Seu Dragão 2 e o elogiado Os Boxtrolls. Por outro lado, entre as certezas, Selma levou o merecido Oscar de Melhor Canção Original por "Glory". Em meio as polêmicas sobre as modestas duas indicações do longa, o que levantou acusações sobre um possível preconceito da Academia, a canção interpretada por John Legend e Common arrancou não só aplausos de pé dos presentes, como também lágrimas dos atores David Oyelowo, que viveu Martin Luther King Jr., e Chris Pine.


Já entre as atuações nenhuma surpresa. Impecável na cinebiografia do físico teórico Stephen Hawking, o jovem britânico Eddie Redmayne conquistou o Oscar de Melhor Ator por seu desempenho em A Teoria de Tudo. Levando a melhor sobre o igualmente ótimo Michael Keaton, Redmayne demonstrou toda a sua felicidade ao receber o prêmio, se mostrando um dos mais empolgados no discurso de agradecimento. Entre as mulheres, após ser laureada nas principais premiações, Juliane Moore comprovou o seu favoritismo absoluto e levou o Oscar de Melhor Atriz. Interpretando uma mulher que padece do Mal de Alzheimer em Para Sempre Alice, Moore lembrou das pessoas que sofrem desta trágica doença e brincou ao receber o prêmio. "Eu li um artigo que dizia que ganhar um Oscar fazia viver cinco anos a mais. Se isso é verdade, gostaria de agradecer à Academia, pois meu marido é mais jovem que eu", admitiu a bem humorada Juliane Moore.

E por mais que o polonês Ida (foto acima) tenha se tornado o grande vencedor na categoria Melhor Filme Estrangeiro, derrotando longas como o russo Leviatã e o argentino Relatos Selvagens, foram os mexicanos os maiores vencedores da noite. Pelo segundo ano consecutivo dois realizadores do México saíram vencedores nas categorias Melhor Direção e Melhor Fotografia. Se no ano passado Alfonso Cuáron e Emmanuel Lubezki levaram o Oscar por Gravidade, na 87ª edição do evento foi a vez de Alejandro G. Iñarritu e o próprio Emmanuel Lubezki repetiram a dose em Birdman. Situação que, diga-se de passagem, rendeu uma das melhores piadas da noite quando Sean Penn, apresentador do prêmio de Melhor Filme, resolveu brincar ao ler o nome do vencedor. "Quem liberou o green card desse filho da p...", brincou o ator que já trabalhou com realizador em 21 Gramas. Confira abaixo a lista completa de vencedores

Melhor Filme

A Teoria de Tudo 





Melhor Diretor


Alejandro Inarritu - Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) (Vencedor)

Wes Anderson - O Grande Hotel Budapeste



Morten Tyldum - O Jogo da Imitação

Melhor Ator


Steve Carell - Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo

Bradley Cooper -Sniper Americano

Michael Keaton - Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Benedict Cumberbatch - O Jogo da Imitação

Eddie Redmayne - A Teoria de Tudo (Vencedor)

Melhor Atriz

Marion Cotillard - Dois dias, Uma Noite

Felicity Jones - A Teoria de Tudo

Juliane Moore - Para Sempre Alice (Vencedor)

Rosamund Pike - Garota Exemplar

Reese Whiterspoon - Livre

Melhor Atriz Coadjuvante


Patricia Arquette - Boyhood - Da Infância à Juventude (Vencedor)

Meryl Streep - Caminhos da Floresta

Emma Stone - Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Laura Dern - Livre

Keira Knightley - O Jogo da Imitação

Melhor Ator Coadjuvante



Robert Duvall - O Juiz

Ethan Hawke - Boyhood - Da Infância à Juventude

Edward Norton - Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)

Mark Rufallo - Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo

J.K Simmons - Whiplash - Em Busca da Perfeição (Vencedor)

Melhor Roteiro Original


"Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)" (Vencedor)

"Boyhood - Da Infância à Juventude"

"O Grande Hotel Budapeste"

"O Abutre"

"Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo"

Melhor Roteiro Adaptado


"O Jogo da Imitação" (Vencedor)

"A Teoria de Tudo"

"Whiplash - Em Busca da Perfeição"

"Sniper Americano"

"Vício Inerente"

Melhor Fotografia 



"Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)" - Emmanuel Lubezki (Vencedor)

"Mr. Turner" - Dick Pope

"Invencível" - Roger Deakins

"O Grande Hotel Budapeste" - Robert D. Yeoman

"Ida" - Ryszard Lenczewski e Lukasz Zal

Melhor Edição



"Boyhood - Da Infância à Juventude"

"O Jogo da Imitação"

"Whiplash - Em Busca da Perfeição" (Vencedor)

"O Grande Hotel Budapeste"

"Sniper Americano"

Melhor Efeitos Visuais





Interestelar (Vencedor)


Melhor Filme Estrangeiro 


"Ida" - Polônia (Vencedor)

"Relatos Selvagens" - Argentina

"Leviatã" - Rússia

"Tangerines" - Estônia

"Timbuktu" - Mauritânia

Melhor Animação 

"Como Treinar o Seu Dragão 2"

"Operação Big Hero 6" (Vencedor)

"O Conto da Princesa Kaguya"

"Os Boxtrolls"

"Song of the Sea"  

Melhor Animação em Curta Metragem


"The Bigger Picture"

"Feast" (Vencedor)

"The Dam Keeper"

"A Single Life"

"Me And My Moulton"

Melhor Design de Produção




"Caminhos da Floresta"

"O Grande Hotel Budapeste" (Vencedor)

"Mr. Turner"

"O Jogo da Imitação"

"Interestelar"

Melhor Figurino 




"Caminhos da Floresta"

"Malévola"

"Mr. Turner"

"O Grande Hotel Budapeste" (Vencedor)

"Vício Inerente

Melhor Mixagem de Som


"Interestelar"

"Invencível"

"Whiplash - Em Busca da Perfeição" (Vencedor)

"Sniper Americano"

"Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância)"

Melhor Trilha Sonora 

"O Jogo da Imitação" - Alexandre Desplat

"Interestelar" - Hans Zimmer

"A Teoria de Tudo" - Jóhann Jóhannsson

"O Grande Hotel Budapeste" - Alexandre Desplat (Vencedor)

"Mr. Turner" - Gary Yershon

Melhor Canção Original 

"

Lost Stars" - "Mesmo Se Nada Der Certo"

"Glory" - "Selma" (Vencedor)

"Everything is Awesome" - "Uma Aventura Lego"

"Grateful" - "Além das Luzes"

"I'm Not Gonna Miss You" - "Glen Campbell: I'll be Me"

Melhor Maquiagem 



Melhor Documentário

"Citizenfour"

"Vietnã: Batendo em Retirada"

"O Sal da Terra"

"Virunga"

"A Fotografia Oculta de Vivian Maier"

Melhor Documentário em Curta Metragem 

"Joanna"

"Our Curse"

"White Earth"

"The Reaper (la Parka)"

"Crisis Hotline: Veterans Press 1" (Vencedor)

Melhor Curta Metragem

"Boogaloo And Graham"

"The Phone Call" (Vencedor)

"Butter Lamp"

"Aya"

"Parvaneh"

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...