domingo, 20 de agosto de 2017

Artistas lamentam a morte do icônico comediante Jerry Lewis


Uma verdadeira lenda da comédia americana, o icônico Jerry Lewis faleceu na manhã deste domingo (20), aos 91 anos, de causas naturais. A informação foi confirmada pela família do próprio ator. Reconhecido pelo seu humor físico, Lewis dominou o gênero nos Estados Unidos por mais de duas décadas, brilhando em títulos como o O Mensageiro Trapalhão (1960), Cinderelo sem Sapato (1960), a versão original de O Professor Aloprado (1963) e O Otário (1964). Ao lado do seu grande parceiro, o "galã" Dean Martin, ele deu vida também a uma das mais populares duplas dos anos 1950, estrelando títulos como O Biruta e o Folgado (1951), Os Malucos do Ar (1952), Morrendo de Medo (1953), O Meninão (1955). Referência para várias gerações do gênero, a notícia da morte de Jerry Lewis causou grande comoção dentro de Hollywood. Um dos "herdeiros" do humor físico, Jim Carrey não poupou elogios ao saudoso ator. "Aquele tolo não era burro. Jerry Lewis era um gênio inegável, uma benção insondável, a absoluta da comédia! Eu sou (comediante) porque ele era!", afirmou o astro de Ace Ventura via Twitter.

Uma das maiores estrelas do gênero na década de 1990, Whoopi Goldberg (Ghost) lembrou da consciência social de Jerry Lewis que, nos anos 1960, criou o Jerry Lewis MDA Telethon, o "pai" do popular Teleton. Jerry Lewis se foi hoje. Milhões ao redor do mundo o amavam, milhões de crianças foram ajudados por ele nos Telethons. Descanse em paz e minha solidariedade à sua família.", resumiu Goldberg. Filha dos grandes Janet Leigh (Psicose) e Tony Curtis (Quanto mais Quente Melhor), Jamie Lee Curtis (True Lies) lembrou da conexão de Lewis com a sua família e da relação profissional entre ele e os seus pais. "Jerry Lewis teve uma grande importância em minha família. Muitos dos filmes com minha mãe e ele se tornaram filmes caseiros com Janet e Tony. Ele fez a mim e muitos outros rirem", admitiu Curtis. Leigh, aliás, trabalhou com a dupla Lewis\Martin em filmes como Farra dos Malandros (1954) e 3 em um Sofá (1966).
Responsável pela comédia de humor negro do O Rei da Comédia, um dos filmes recentes mais bem sucedidos de Jerry Lewis na sua fase mais recente, o lendário diretor Martin Scorsese foi sucinto ao definir a sua importância para o universo das comédias. "Jerry Lewis foi um mestre. Ele foi um grande 'entertainer'. Um grande artista. E um homem marcante. Eu tive a honra de trabalhar com ele e essa experiência eu sempre valorizarei. Ele foi, verdadeiramente, um dos nossos grandes." afirmou Scorsese em um depoimento ao Hollywood Reporter. Estrela de filmes como Gigolô por Acidente (1999) e Gente Grande (2010), Rob Schneider definiu bem a dupla Jerry Lewis e Dean Martin. "Ohh Não. Jerry Lewis faleceu. Outra lenda da comédia que nos deixa. Marin e Lewis foram os Beatles da comédia. Ninguém foi tão grande.", cravou o comediante. Outro importante representante do gênero, Jon Cryer, o Alan da série Two And a Half Men, lembrou do temperamento forte do ator e admitiu que ele foi uma das grandes influências para uma geração de humoristas. "Jerry Lewis era um homem complicado de talento surpreendente. Se você está na comédia, você foi influenciado por ele, queira você ou não. RIP.", resumiu o ator via Twitter.
Estrela de um dos últimos filmes de Jerry Lewis, a comédia Até que a Sorte nos Separe 2 (2013), Leandro Hassum usou o seu Instagram para lamentar a morte desta lenda do humor. "Tive a honra de trabalhar com ele. Tenho no meu braço o autógrafo que ele me deu, e ele está eternizado não só aqui, mas em toda sua filmografia. É um dia muito triste para a comédia. Uma semana muito triste para o humor. Perdemos o Paulo Silvino e agora o Jerry Lewis." disse Hassum num emocionado depoimento. Um dos maiores atores brasileiros da sua geração, o versátil Lazaro Ramos mostrou gratidão e fez questão de lembrar da importância de nomes como Jerry Lewis. "O humor é capaz de nos tirar, mesmo que só por alguns momentos, da dureza da realidade e tornar tudo mais leve. Jerry Lewis foi um mestre na arte do humor e uma inegável referência pra todos nós que encontramos na comédia uma forma de transmitir nossas mensagens. Lembro com muito carinho das tardes em casa e as gargalhadas com seus filmes. Impossível não se tornar fã. Obrigado por tudo!", concluiu o ator numa mensagem que sintetiza o alcance da comédia de Jerry Lewis.


Confira abaixo algumas das muitas manifestações de carinho que tomaram conta das redes sociais nas últimas horas.

- William Shatner (Star Trek)
 "Condolências para a família de Jerry Lewis. O Mundo está bem menos engraçado hoje."

- Josh Gad (Frozen, A Bela e a Fera)
"Um dos maiores de todos os tempos. Uma lenda. Um showman. Um ícone da comédia. Uma estrela do cinema. Um ativista. Um tipo único. RIP."

- Dane Cook (Eu, Meu Irmão, Nossas Namoradas)


"Meu mentor e amigo, Jerry Lewis faleceu. Um visionário. Um pioneiro em todas as formas de entretenimento. Um ser caridoso. Um pai. Sempre engraçado. Sempre prestativo. Eu vou sentir a sua falta Jerry Lewis. O mundo perdeu um verdadeiro inovador e ícone."

- Rose Marie (The Dick van Dyke Show)
"Jerry Lewis foi um anjo para mim. Eu o adorei e nunca vou esquecer o que ele fez por mim durante um dos piores momentos da minha vida. RIP, com amor Roe".

- James Gunn (Guardiões da Galáxia)

"Descanse em paz, Jerry Lewis. Adorei seus filmes tanto quanto a  França. O Professor Aloprado e Cinderfella sempre serão clássicos para mim.
- Mark Hamill (Star Wars)

"Quando criança eu VIVI por seus filmes. NINGUÉM poderia igualar a sua hilaridade em tela. Quando adulto EU aprendi que ele era tão engraçado quanto nos bastidores. #Gênio."

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...