domingo, 21 de setembro de 2014

Top 10 (Cantores pop que emplacaram no Cinema)


E neste final de semana chegou aos cinemas o elogiado drama musical Mesmo se nada der Certo, longa estrelado por Mark Rufallo e Keira Knitghley. Dirigido por John Carney, do aclamado Apenas uma Vez, o longa é mais um a apostar no talento de músicos conhecidos. Narrando a história de um produtor musical decadente que encontra um inesperado talento, a obra traz no elenco nomes como Adam Levine, vocalista da banda Maroon 5, e os rappers Ce-Loo Green e Mos Def. Este trabalho, porém, não é o primeiro a explorar o talento de estrelas da música. Em meio a uma série de bombas e atuações medonhas, neste Top 10 Cinemaniac confira dez nomes da música pop que conseguiram emplacar no cinema. 

10ª Kris Kristofferson



Com 21 álbuns lançados, o experiente Kris Kristofferson ficou reconhecido por suas grandes parcerias. Disco de ouro nos EUA em 1972, com Jesus Was a Capricorn, o cantor country se popularizou com canções como "Why Me", "For the Good Times", "Sunday Morning Coming Down" e "Me and Bobby McGee", que foi interpretada pela sua então namorada Janis Joplin. Com consolidada carreira na música, nos cinemas o ator ganhou projeção em The Last Movie (1971). Com mais de 100 trabalhos, Kristofferson se destacou por Pat Garrett e Billy the Kid (1973), Tragam-me a Cabeça de Alfredo Garcia (1974), Nasce uma Estrela (1976), O Portal do Paraíso (1980), e, mais recentemente, pelos desempenhos em O Troco (1997) e na trilogia Blade (1998-2004). O ator, aliás, está em cartaz com Winter - O Golfinho 2.

9º David Bowie


Conhecido como o "Camaleão do Rock", David Bowie é talvez um dos maiores ícones da música pop a vingar no Cinema. Reconhecido por clássicos álbuns como The Man Who Sold the World (1970), The Rise and Fall of Ziggy Stardust and the Spiders from Mars (1972), Alladin Sane (1973), Heroes (1977), Let's Dance (1983) e por canções que - ainda hoje - são muito utilizadas no cinema, como "Space Oddity" (A Vida Secreta de Walter Mitty), "Starman" (Guardiões da Galáxia), "Modern Love" (Frances Ha) e "Heroes" (As Vantagens de Ser Invisível), Bowie desfilou o seu talento através de 25 álbuns de estúdio, 9 ao vivo, e 5 EP's. Já como ator, Bowie traz quase 40 trabalhos em sua carreira. Entre videoclipes e participações especiais, ele chegou aos cinemas com O Homem que Caiu na Terra (1976). A partir daí, o cantor se destacou como o vampiro secular em Fome de Viver (1982), o Rei Duende em Labirinto - A Magia do Tempo (1986), A Última Tentação de Cristo (1988), Twin Peaks (1992), e mais recentemente em O Grande Truque (2006) e Reação Colateral (2008).

8ª Jennifer Hudson


Revelada pelo reality American Idol (2004), Jennifer Hudson teve uma rápida ascensão em Hollywood. Prestes a lançar o seu terceiro álbum, intitulado JHUD, a cantora se tornou popular por músicas como "And I Am Telling You I'm Not Going", "Spotlight" e "If This Isn't Love". Eliminada precocemente do reality show, Jennifer Hudson surpreendeu o mundo por seu desempenho no elogiado Dream Girls: Em busca de um Sonho (2006). Se muitos torceram o nariz por sua escolha, Hudson comprovou em cena o seu talento, roubando a cena ao colocar a musa pop Beyoncé em segundo plano. Por esse trabalho, aliás, a atriz acabou ganhando o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante, fato que a tornou uma realidade em Hollywood. Se dividindo entre a carreira de cantora e a de atriz, Hudson estrelou ainda longas como O Efeito da Fúria (2008), A Vida Secreta das Abelhas (2008), Winnie (2011), e Os Três Patetas (2012).

7ª Queen Latifah

Vencedora do Grammy e do Globo de Ouro, Queen Latifah teve uma excelente transição da música para o cinema. Com sete álbuns lançados, a rapper estreou em 1989, aos 19 anos, com All Hail the Queen. Quase dez anos depois, já no hip-hop, Queen Latifah teve a honra de ter um álbum gravado na Motown, intitulado Order in the Court (1998), e conseguiu seu maior sucesso com The Dana Owens Album (2004). Nesse meio tempo, ela ganhou o Grammy de melhor solo de rap por U.N.I.T.Y (1994). Antes disso, no entanto, Latifah estreou no cinema em Febre da Selva (1992), de Spike Lee. A partir daí foram mais de 60 trabalhos, incluindo marcantes atuações em Chicago (2002), que lhe rendeu uma indicação ao Oscar, A Casa Caiu (2003), Taxi (2004), Mais Estranho que a Ficção (2006), Hairspray (2006) e A Vida Secreta das Abelhas. Além disso, a atriz empresta também a sua voz para a franquia A Era do Gelo, dublando a carismática personagem Ellie.

6º Justin Timberlake

Revelado no programa de TV Mickey Mouse Clube (1993-1995), ao lado de nomes como Ryan Gosling (Driver), Christina Aguilera (Burlesque) e da cantora Britney Spears, Justin Timberlake viu sua vida mudar no final da década de 1990, com o grupo N'Sync. Com mais de 40 milhões de cópias vendidas, o cantor lançou sucessos como It's Gonna Be Me e Tearin' Up My Heart. Com ainda mais sucesso na carreira solo, Timberlake emplacou os hit's "Like I Love You", Rock Your Body", "SexyBack", "Mirrors" e "Suit and Tie". Já no Cinema, Justin Timberlake começou a ganhar destaque com o interessante Edison - Poder e Corrupção (2005). O cantor, no entanto, só foi dar provas do seu talento em Alpha Dog (2006). Logo depois vieram Um Caminho Para Recomeçar (2009) e, o seu grande divisor de águas, A Rede de Social (2010). Muito elogiado neste filme sobre a criação do Facebook, Justin Timberlake ganhou status de protagonista em Professora sem Classe (2011), Amizade Colorida (2011), O Preço do Amanhã (2011), Curvas da Vida (2012) e, no oscilante, Aposta Máxima (2013).

5º Jennifer Lopez


Estrela pop mais rentável de Hollywood, Jennifer Lopez lutou para conseguir o seu espaço no mundo do cinema. Com oito álbuns lançados, J.Lo ganhou projeção através do álbum On The 6 (1999) e de canções como "If You Had My Love" e "Feelin' So Good". Ao longo da sua competente carreira musical, a cantora alcançou o estrelato com os singles "Love Don't Cost a Thing", "I'm Real", "Jenny from the Block", "On the Floor" e "I'm Into You". Antes mesmo de gravar o seu primeiro disco, porém, a então dançarina ganhou uma chance nos cinemas. Após carreira na TV, Lopez foi uma das protagonistas de Assalto sobre Trilhos (1995). Logo em seguida vieram Jack (1996), Reviravolta (1997), Selena (1997), Anaconda (1997), Irresistível Paixão (1998) e A Cela (2000). A sua fama de má atriz, no entanto, começou a ganhar força a partir dos anos 2000. Disposta a emplacar nas comédias românticas, J.Lo estrelou os insossos O Casamento do Meus Sonhos (2001), Encontro de Amor (2002) e o terrível Contato de Risco (2003). Após o término do relacionamento com o ator Ben Affleck, Jennifer Lopez voltou a emplacar alguns filmes interessantes, incluindo ai Dança Comigo (2004), Um Lugar para Recomeçar (2005) e O Que Esperar quanto está Esperando (2012).

4º Jared Leto


Apesar da nítida vocação musical, Jared Leto encontrou inicialmente no cinema a forma de expressar o seu talento artístico. Após um início marcado por filmes de menor porte, incluindo ai Colchas de Retalho (1995), Um Assassino a Solta (1997) e The Last of the High Kings (1996), o ator ganhou destaque com o suspense Lenda Urbana (1998) e os elogiados Garota Interrompida (1999), Réquiem Para um Sonho (2000) e O Quarto do Pânico (2002). Com a carreira já bem construída, Leto resolveu finalmente se voltar a música e lançou a banda 30 Seconds To Mars. Enquanto o primeiro Cd foi muito elogiado pela crítica, a banda ganhou status com os três álbuns seguintes, popularizando canções como "A Beautiful Lie", "The Kill", "From Yesterday", "This is War", e as recentes "City of Angels" e "Up in the Air". Mesmo com o sucesso da banda, Jared Leto não esqueceu do Cinema, e estrelou os interessantes "O Senhor das Armas" (2005), Capítulo 27 (2007), e Sr. Ninguém (2009). A consagração, porém, veio no ano passado, com a sua intensa interpretação em Clube de Compras Dallas (2013). Vivendo o travesti Rayon, Jared Leto ganhou o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante e comprovou o seu talento não só na música, como também no Cinema. 

3º Cher


O currículo desta cantora fala por si só. Ganhadora de um Oscar, um Grammy, um Emmy, três Globos de Ouro, um prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes e com mais de 100 milhões de álbuns vendidos, Cher é um dos grandes símbolos dessa transição da música para o cinema. Demonstrando versatilidade, ela iniciou a sua carreira na música folk, em 1965, com a dupla Sonny e Cher. Ao lado do seu então marido, a cantora se estabeleceu com os hits "Bang Bang (My Baby Shot Me Down)", que recentemente ganhou uma versão de David Guetta, "Gypsys, Tramps and Thieves", e "All I Really Want to Do". Após passar com êxito pela TV, Cher se divorciou de Sonny e iniciou uma reviravolta em sua vida. Em meio as críticas envolvendo o início de sua carreira solo, Cher deu a verdadeira volta por cima na década de 1980.


Ao mesmo tempo que estrelava longas como Silkwood (1983), Marcas do Destino (1985), Feitiço da Lua (1987), que lhe rendeu seu único Oscar, As Bruxas de Eastwick (1987) e Minha Mãe é um Sereia (1990), ela lançava sucessos mais voltados ao rock, com destaque para "I Found Someone", "If I Could Turn Back Time", "Love Hurts" e "Just Like Jesse James". Após alguns problemas de saúde, que inclusive atrapalharam a sua carreira como atriz, Cher voltou aos holofotes no final década de 1990, agora na música pop, com o sucesso Believe. No mesmo período, aliás, ela voltou também aos grandes filmes em Chá com Mussolini (1999). A partir daí, Cher passou a se dedicar mais a música, voltando ao cinema com morno Burlesque (2010). Nada que atrapalhasse, porém, toda a sua premiada carreira.

2º Mark Wahlberg


Muitos não sabem, mas Mark Wahlberg era cantor antes de estourar no cinema. Na verdade, ao lado de seu irmão Donnie Wahlberg, ele foi um dos integrantes originais do New Kids on the Block, famosa boy band da década de 1980. Não demorou muito, porém, para Mark se envolver em confusões e resolver enveredar para o Rap. Após algumas passagens pela prisão, a maioria envolvendo a sua presença numa violenta gangue, o ator funda o grupo Marky Mark and the Funky Bunch, que teve como primeiro sucesso o single "Good Vibrations", do álbum Music for the People (1991). Logo após vieram "Wildside", "Happy People", "United", e "Babylon", essas três últimas já do segundo álbum da banda.


Entre polêmicas entrevista, uma postura antipática e poucos momentos de real brilho, Mark Wahlberg viu a sua carreira mudar com a entrada no cinema. Ainda alimentando a fama de Bad Boy, ele "apareceu" em Diários de um Adolescente (1995) e Medo (1996). Seu grande destaque, no entanto, veio com Boggie Nights (1998). Nos anos seguintes, vieram Três Reis (1999), Mar em Fúria (2000), Rock Star (2001), Uma Saída de Mestre (2003) e Quatro Irmãos (2005). Já consolidado em Hollywood, Mark Wahlberg ganhou um status ainda maior com Os Infiltrados (2007), onde foi indicado ao seu primeiro Oscar, e com O Vencedor (2010). Deixando a fama de bad boy para trás, Wahlberg é hoje um dos atores mais rentáveis da indústria, brilhando recentemente em Ted (2012), O Grande Herói (2013) e Transformers - A Era da Extinção (2014).

1º Will Smith



Também oriundo do Rap, Will Smith usou a música para chegar ao estrelato em Hollywood. Integrante da da dupla DJ Jazzy Jeff & the Fresh Prince, Smith lançou o seu primeiro álbum em 1987, intitulado Rock the House. Conquistando grande espaço dentro do Hip-Hop, a dupla ganhou um Grammy em 1989, com a canção "Parents Just Don't Understand". A grande popularidade da dupla rendeu a aclamada série de TV Fresh Prince of Bel-Air (1990), que aqui no Brasil é até hoje reprisada pelo canal SBT. Com seis temporadas no ar, Um Maluco no Pedaço abriu uma série de portas para o ator, que estreou no cinema com A Lei de Cada dia (1991). Após a destacada atuação em Seis Graus de Separação (1993), Will Smith alcançou o estrelato com a trinca Bad Boys (1995), Independence Day (1996) e MIB: Homens de Preto. (1997). Esse último, aliás, coincidiu com o boom da carreira do solo de Will, que no mesmo ano ganhou grande repercussão com o single "Men in Black". Tanto que nem o fracasso de As Loucuras de James West (1999) abalou a sua, até então, incontestável carreira. 


Com a carreira consolidada no cinema, na TV e na música, Will Smith resolveu apagar a má impressão deixada e tentou voos mais altos. Disposto a papéis mais dramáticos, o ator lançou os elogiados Lendas da Vida (2000) e Ali (2001), longa que acabou lhe rendendo a primeira indicação ao Oscar. De volta ao gênero que o consagrou, Smith estrelou ainda MIB 2 (2002), Bad Boys 2 (2003), Eu Robô (2004), Hitch - Conselheiro Amoroso (2005) e Eu Sou a Lenda (2007). Nesse meio tempo, ele foi novamente indicado ao Oscar pelo intenso A Procura da Felicidade (2006) e muito elogiado pelo dramático Sete Vidas (2008). Colecionando sucessos, Will Smith é o grande símbolo de uma certeira transição da música para o cinema. Com quatro Grammys, duas indicações ao Oscar, duas indicações ao Globo de Ouro e milhões de dólares na conta bancária, Smith se tornou um símbolo de versatilidade, num dos momentos mais prósperos da indústria cinematográfica norte-americana. 

- Vale destacar!

Vanessa Paradis



Um dos principais nomes da música francesa atual, Vanessa Paradis se tornou uma realidade dentro do cinema mundial. Com dez álbuns lançados, a cantora passou a ser reconhecida aos 14 anos, quando lançou o single "Joe le taxi", que ganhou a popular versão nacional "Vou de Taxi". Como atriz, Vanessa Paradis estrelou longas como Boda Branca (1989), A Garota sobre a Ponte (1999), Café de Flore (2011) e Amante a Domicílio (2013), onde contracenou com Woody Allen e John Turturro.

Seu Jorge


Grande nome da música brasileira, além dos doze álbuns lançados, Seu Jorge teve grandes participações como ator. Além da pequena participação em Tropa de Elite 2, o ator roubou a cena em longas como Cidade de Deus (2002), A Vida Marinha com Steve Zissou (2004), O Escapista (2008) e Reis e Ratos (2012). 

50 Cent

Um verdadeiro sobrevivente, Curtis James Jackson III é um dos maiores nomes do rap atual. Com mais de vinte milhões de cópias vendidas, 50 Cent estreou no cinema contando a sua própria história em Fique Rico ou Morra Tentando (2005). Desde então, o rapper se destacou em A Volta dos Bravos (2006), As Duas Faces da Lei (2008), 13 - O Jogador (2010), A Luta de um Campeão (2011) e Rota de Fuga (2013). 

Ice Cube

Com uma aclamada carreira no mundo do rap, sendo inclusive classificado pela MTV como um dos 10 maiores de todos os tempos, Ice Cube estreou no cinema com o clássico Os Donos da Rua, de John Singleton. Demonstrando grande carisma em cena, o ator\cantor se destacou em Sexta Feira em Apuros (1995), Anaconda (1997), Três Reis (1997), Fantasmas de Marte (2001), e mais recentemente na franquia Anjos da Lei e no rentável Ride Along (2014).

2 comentários:

Anônimo disse...

Tá de zueira com essa lista?? Tmberlake? Walbergh? Cher? Will Smith?? Só pode tá de sacanage!!

thicarvalho disse...

Todos com carreiras consolidadas em Hollywood. Não quero cair no mérito se são bons ou maus atores, mas do que você citou todos se destacaram. Cher, inclusive, já levou um Oscar para casa, assim como Wahlberg e Smith já tiveram duas indicações cada. De qualquer forma, obrigado pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...