segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Luto! Morre Robin Williams (Atualizado)


O Cinema perdeu mais um grande nome no dia de hoje. Aos 63 anos, o ator e comediante Robin Williams foi encontrado morto em sua casa, na manhã desta segunda-feira. A informação é do EW. Segundo o site, a policia suspeita que Williams tenha morrido de asfixia, e trabalha com a possibilidade de suicídio. Investigações mais profundas deverão esclarecer a causa da morte nos próximos dias. Em nota oficial, a assessoria de imprensa do ator confirmou que Robin Williams vinha lutando contra a depressão. "Williams lutava contra uma depressão severa ultimamente. É uma perda trágica e repentina. A família pede respeitosamente por privacidade enquanto passa por este momento difícil", pediu através do comunicado. Quem também se pronunciou foi a esposa de Williams, Susan Schneider. "Esta manhã, eu perdi o meu marido e meu melhor amigo, enquanto o mundo perdeu um de seus mais queridos artistas e lindos ser humano. Estou absolutamente de coração partido. Em nome da família de Robin, pedimos privacidade durante nosso tempo de profunda tristeza. Nossa esperança o foco não será a morte de Robin, mas nos inúmeros momentos de alegria e riso que ele deu a milhões de pessoas", revelou Susan através de nota oficial. O ator, vencedor do Oscar por sua atuação em Gênio Indomável, deixa três filhos e a esposa.


(Atualizado) Oferecendo as condolências a família do ator, Barack Obama veio a público para lamentar a morte de Robin Williams. Em nome de sua família, o Presidente dos EUA classificou o ator como um "interprete único" e ressaltou a importância social dos personagens vividos por Williams. “Robin Williams era um radialista, um médico, um gênio, uma babá, um presidente, um professor, um Peter Pan e tudo mais. Mas ele era único. Ele veio para as nossas vidas como um alienígena – mas acabou tocando a todos com um espírito humano. Ele nos fez rir. Ele nos fez chorar. Ele deu seu talento de um jeito sem tamanho e generoso para as pessoas que precisavam – aos que estavam nas nossas tropas lá fora aos marginalizados nas nossas próprias ruas. A família Obama oferece condolências à família de Robin, seus amigos e a todos que acharam voz graças à Robin Williams”, completou Obama. 


Originário do stand-up comedy, Robin Williams iniciou a sua carreira com pequenos papeis na série The Richard Pryor Show, em 1977. Após alguns personagens menores e um gradativo crescimento, o ator ganhou destaque interpretando Mork, na série Happy Days (1978-1979). O sucesso foi tanto que o personagens ganhou uma série solo, Mork e Mindy (1978-1982), protagonizada por Williams. Com uma sólida carreira na TV, o ator ganhou destaque em 1980, ao interpretar o célebre Popeye no longa dirigido pelo cultuado Robert Altman. Três anos depois, voltou aos holofotes com a comédia O Negócio é Sobreviver. Contracenando com o inesquecível Walter Matthau (Dois velhos Rabugentos), Robin Williams deixou um ótimo cartão de visitas. Ainda que seguisse se dedicando a comédia em pé, e as participações na HBO, o ator alcançou o estrelato com a impecável atuação em Bom Dia Vietnã (1987). Indicado ao Oscar de Melhor Ator, Williams deu o primeiro grande passo para uma lucrativa e aclamada carreira em Hollywood.




Equilibrando drama e comédia com habilidade ímpar, Robin Williams voltou a obter grande destaque nos dramas A Sociedade dos Poetas Mortos (1989) e O Pescador de Ilusões (1991). Com duas atuações marcantes, o ator foi novamente indicado ao Oscar pelos dois longas, se consolidando como um dos maiores e mais versáteis nomes de Hollywood na década de 1990. Consagrado através de filmes dramáticos, sempre com precisos toques de humor, Williams decidiu voltar ao gênero que o catapultou no início da carreira. Após viver Peter Pan em Hook: A Volta do Capitão Gancho (1991), o ator investiu na carreira de dublador, dando vida ao carismático gênio de Alladin (1992). Como dublador, Williams emprestou também a sua voz para os longas A.I - Inteligência Artificial (2001), Robôs (2004) e Happy Feet: O Pinguim (2006). Dentro da comédia, o ator estrelou ainda os cultuados Uma Babá Quase Perfeita (1993), Jumanji (1995), Jack (1996) e A Gaiola das Loucas (1996). 




O grande momento da carreira de Robin Williams, porém, só viria a acontecer em 1997, com o drama Gênio Indomável. Dirigido por Gus Van Sant, o longa lhe rendeu o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante. Embalado pelo sucesso do filme, Williams fechou a sua "Era de Ouro" na década de 1990 com os elogiados desempenhos em Amor Além da Vida (1998), Patch Adams (1999) e O Homem Bicentenário (1999). Após se arriscar no suspense com a chegada do novo século, nos apresentando os interessantes Insonia (2002) e Retratos de uma Obsessão (2002), Robin Williams viu a sua carreira oscilar nos anos seguintes. Após alguns insucessos e escolhas equivocadas dentro da comédia, o ator seguiu sendo elogiado pelas suas atuações dramáticas em Reflexos da Amizade (2004), Anjo de Vidro (2004) e O Som do Coração (2007). O lugar de destaque, no entanto, só foi recuperado com a rentável franquia Uma Noite no Museu, onde interpretou uma divertida versão de Teddy Roosevelt. Muito pouco para o incrível talento deste realizador que, inexplicavelmente, acabou perdendo espaço dentro do gênero que o consagrou. 


Após quase quarenta anos de uma bem sucedida carreira, Robbin Williams deixa três filmes ainda inéditos. O já concluído Uma Noite no Museu 3, que tem previsão de estreia para o fim do ano, e os ainda em fase de pós-produção Merry Friggin' Christmas e Absolutely Anything. Descanse em paz. 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...