quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Cinemaniac Indica (O Garoto da Bicicleta)


Existem certas obras cinematográficas que não precisam de muito floreio para contar uma história. Este é o caso de O Garoto da Bicicleta, novo longa dos premiados irmãos Jean-Pierre e Luc Dardenne, ganhadores de duas Palmas de Ouro  com os filmes "Rosetta", de 1999, e "A criança", de 2005. Explorando atuações fortes e apostando em uma narrativa fria, objetiva, mas repleta de sentimentos, o novo trabalho da dupla suga a atenção do espectador para uma trama que promete fazer o público refletir sobre como toda ação, gera uma reação.



O garoto da Bicicleta narra a complicada história de vida do jovem Cyril (Thomas Doret), um agitado garoto que, após ser abandonado em um orfanato, busca incansavelmente encontrar um paradeiro do seu pai. Em uma destas tentativas frustradas, o caminho de Cyril acaba cruzando com o da cabeleireira Sam (Cécile de France), uma mulher forte e independente que, ao ver o sofrimento do garoto, resolve buscar uma aproximação. O que era pra ser apenas uma relação de companheirismo, no entanto, ganha novos e turbulentos contornos quando Cyril descobre que o pai (Jérémie Renier) não tem mais interesse em assumir os seus cuidados. 


Explorando o sofrimento de Cyril, os irmãos Dardenne conduzem toda a trama através do ponto de vista juvenil, mostrando como uma ação, nesse caso o abandono paterno, pode gerar uma série de consequências na vida de uma pessoa. Apesar de trazer uma criança como protagonista, os diretores não aliviam a mão nas cenas, narrando os instáveis sentimentos do jovem de forma impactante e realista. Destaque para as cenas de conflito, quase sempre filmadas de forma intimista e crua, deixando a real impressão que estamos presenciando a tensão do confronto. Esse, aliás, é o grande mérito da dupla de cineastas belga, que, mesmo sem perder o ar "infantil" de Cyril, consegue de forma contida realçar as nuances temperamentais do jovem a cada decisão tomada ao longo do filme. Desde de um singelo pedido de desculpas, até uma reação extremamente nervosa de autoflagelação, tudo é explorado de forma proporcional e condizente às atitudes de uma criança de 11 anos. Um jovem que, em meio as incertezas de sua vida, ainda se encanta quando vê sua bicicleta predileta ou o tradicional futebol na praça.


Até pelo tamanho destas emoções, a dupla de diretores teve um imenso cuidado para escolher o protagonista do filme, o jovem Thomas Doret. Foram inúmeros testes até que Doret fosse selecionado, o que sem dúvida se mostra uma decisão acertada. Em sua estreia, o jovem tem uma atuação destacada e consegue de forma intensa ressaltar com convicção o turbilhão de emoções enfrentado pelo jovem Cyril. Além de Thomas Doret, o outro grande destaque de O Garoto da Bicicleta fica pela experiente atriz francesa Cécile de France, que também em 2011 protagonizou o longa Além da Vida, dirigido por Clint Eastwood. Se por um lado Doret é contido e não precisa de muito pra se expressar, a atuação de Cécile de France investe numa performance mais vibrante e repleta de energia ao dar vida a uma cabeleireira que tenta fazer de tudo para amenizar o sofrimento do jovem.


Desempenho que só contribui para o ótimo resultado de O Garoto da Bicicleta, um longa que vai além do entretenimento e com certeza garante minutos de reflexão para todos os espectadores. 

2 comentários:

Hugo disse...

Valeu pela dica, dos Irmãos Dardenne por enquanto eu assisti apenas "O Silêncio de Lorna".

Abraço

thicarvalho disse...

Um belo e diferenciado trabalho. Também preciso conhecer mais sobre esses diretores. Pena que os trabalhos deles sejam tão restritos. Abs.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...