terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Novidades (The Oscar go To ?)

Em pleno domingo de carnaval, com grandes escolas de samba na sapucaí, o olhar de parte dos cariocas, não os meus, se voltou para a maior premiação do cinema americano: o Oscar 2009. E como o blogueiro que vos escreve já esperava, o grande vencedor da noite foi Quem quer ser um milionário ?, que com apenas 15 milhões de dolares, mostrou que para ser criativo e genuino, não precisa de grandes investimentos. E felizmente, ou talvez finalmente, este tipo de filme foi reconhecido pela academia.
Quem quer ser um milionário?, faturou os prêmios de melhor filme, diretor, para Danny Boyle na foto acima com a estatueta, roteiro adaptado, fotografia, montagem, trilha sonora original, canção original, Jai Ho, e edição de som. Com exceção do filme britânico, as outras categorias da noite acabaram se dividindo entre os concorrentes, e a maior premiação americana, foi invadida por diversos sotaques.

Como se já não bastasse todo o frenesi em torno do filme indiano, que levou três canções a disputa de melhor canção original, outros sotaques também tomaram conta da festa. Os britanicos Danny Boyle, melhor diretor, e Kate Winslet, finalmente eleita melhor atriz pelo filme O Leitor, trouxeram o rebuscado inglês da terra da rainha para a cerimonia. Kate, bastante a vontade, brincou com Meryl Streep, uma das maiores participantes da história do Oscar. "Meryl você vai ter que engolir esta", disse rindo bem humorada Kate, que disputou com Meryl o prêmio. Kate, completou dizendo que treinava para aquele momento desde criança, com uma embalagem de shampoo. Outro sotaque percebido na cerimonia foi o da atriz espanhola Penelope Cruz, que faturou o prêmio de melhor atriz coadjuvante com o filme Vicky Cristina Barcelona, e fez questão de discursar em espanhol.

Porém, um dos momentos mais marcantes da cerimonia, foi a premiação de melhor ator coadjuvante. O ator australiano Heath Ledger, que falaceu durante as filmagens do grande sucesso Batman: O Cavaleiro das Trevas, foi o segundo ator a ganhar o prêmio pôstumo na história do Oscar. Com um discurso emocionado da mãe e da irmã de Ledger, que foram receber a estatueta em nome do ator, metade da plateia se emocionou e muitos, como Kate Winslet e Brad Pitt, não esconderam as lágrimas.
E já que falamos em Pitt, o grande vencedor na categoria melhor ator foi Sean Penn, pela atuação no filme Milk: A Voz da liberdade. Como já era esperado, os velinhos da academia, não a do salgueiro hein e sim a do Oscar, não foram nada ousados e preferiram o óbvio. Milk ainda ganhou mais uma estatueta, a de melhor roteiro original.
Além dos filmes citados acima, alguns outros também conseguiram estatuetas. O Curioso Caso de Benjamin Button, um dos maiores sucessos do cinema americano, faturou apenas três estatuetas, ficando muito aquém do esperado. O filme faturou o oscar nas categorias Melhor direção de arte, melhor efeitos especiais e melhor maquiagem. Batman: O Cavaleiro das trevas, além do prêmio para Heath Ledger, ganhou também no quesito melhor edição de som. O épico A Duquesa, ganhou na categoria melhor figurino e a carismática animação Wall-E, foi eleita a melhor do ano em 2008.
Apesar da escolha do péssimo dia, a cerimonia do oscar ficará marcada pela invasão do cinema indiano aos solos americanos e, principalmente, pelo retorno da criatividade. Espero que seguindo estas tendências, o mercado de cinema americano aproveite o embalo e embarque rumo a um cinema mais criativo e genuino.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...