segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Spotlight: Segredos Revelados é eleito o Melhor Filme no Oscar 2016

Mad Max com seis estatuetas e O Regresso com três também brilharam na premiação


Em meio as inúmeras polêmicas raciais, abordadas com inesperado espirituosismo durante a cerimônia, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas elegeu Spotlight: Segredos Revelados como o Melhor Filme no Oscar 2016. Acompanhando os bastidores de uma reportagem sobre um escandaloso caso de abuso infantil envolvendo a Arquidiocese de Boston, o longa dirigido por Tom McCarthy comprovou o seu alcance ao faturar o prêmio máximo da noite. Cotado como a terceira força na disputa, principalmente após as vitória de A Grande Aposta no PGA (o prêmio do Sindicato dos Produtores) e de O Regresso no DGA (o prêmio do Sindicato dos Diretores), o longa evidenciou a influência do Sindicato dos Atores de Hollywood. Na verdade, entre os mais precisos termômetros do Oscar, o Screen Actors Guild Awards foi o único a indicar que o drama estaria entre os favoritos a estatueta dourada ao consagra-lo com o SAG de Melhor Elenco. Desta forma, ainda que não seja propriamente uma surpresa, a vitória de Spotlight comprova os motivos que nos levaram a considerar a 88ª edição do Oscar como uma das mais imprevisíveis da última década. 

Mark Rylance, Brie Larson, Leonardo DiCaprio e Alicia Vikander celebram as suas respectivas vitórias
A grande estrela da premiação, no entanto, acabou sendo o astro Leonardo DiCaprio. Após uma série de tentativas frustradas, o ator finalmente levou o Oscar por seu trabalho em O Regresso. Grande favorito da noite, DiCaprio adotou uma postura comedida no seu discurso e fez questão de agradecer o diretor Alejandro G. Iñarritu e o seu parceiro de set Tom Hardy. Além disso, ele deixou claro que o doloroso longa é "sobre a relação entre homem e o mundo natural" e fez um alerta sobre a degradação do meio ambiente. "A mudança climática é real - está acontecendo agora. É a ameaça mais urgente para toda a nossa espécie e precisamos trabalhar agora." resumiu o ator mostrando o seu reconhecido engajamento. Vencedor pelo segundo ano consecutivo na categoria Melhor Diretor, um feito histórico dentro da Academia, Iñarritu também aproveitou o espaço para deixar a sua mensagem. O mexicano admitiu que estamos diante de uma "grande oportunidade para a nossa geração se libertar de todo o preconceito" e que a cor da pele de alguém deve ser tão "irrelevante quanto o comprimento de seu cabelo". Pelo terceiro ano consecutivo, aliás, o também mexicano Emmanuel Lubezki levou o Oscar de Melhor Fotografia, agora por seu incrível trabalho em O Regresso. Antes disso, o realizador já havia ganho a estatueta dourada pelos seus trabalhos em Birdman e Gravidade. 


Se O Regresso encerrou a noite com três prêmios, o fantástico Mad Max: Estrada da Fúria comprovou o seu impacto ao liderar com seis estatuetas. Considerado o azarão entre os longas que tinham alguma chance na categoria Melhor Filme, a aventura pós-apocalíptica dirigida por George Miller "passou o rodo" nos quesitos técnicos ao receber - dentre outros - o Oscar de Melhor Design de Produção, Figurino, Maquiagem e Montagem. Por falar em certezas, Brie Larson e Alicia Vikander deixaram um excelente cartão de visitas ao ganharem, respectivamente, as estatuetas de Melhor Atriz e Melhor Atriz Coadjuvante. Estrelas dos sensíveis O Quarto de Jack (excelente!) e A Garota Dinamarquesa (competente dentro da sua proposta), as jovens despontam como duas interessantes promessas dentro de uma geração por si só já talentosa. Ainda entre as barbadas, enquanto o genial Divertida Mente "sobrou na turma" na categoria Melhor Animação, o húngaro O Filho de Saul conquistou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Por outro lado, o precioso Sci-Fi Ex-Machina surpreendeu ao receber o prêmio de Melhores Efeitos Visuais. Com um orçamento modesto em mãos, o diretor Alex Garland mostrou que com pouco pode se fazer muito ao conceber um suspense reflexivo e altamente instigante. A maior novidade da premiação, no entanto, aconteceu na categoria Melhor Ator Coadjuvante. Na disputa mais imprevisível da cerimônia, com direito a nomes como os de Christian Bale, Tom Hardy e Sylvester Stallone, os "velhinhos" da Academia deram ao britânico Mark Rylance o Oscar por seu (ótimo) trabalho no espirituoso Ponte de Espiões. Uma escolha com a "cara" da Academia. 


No final das contas, ainda que a Academia tenha se rendido as "apostas seguras" em alguns momentos, a 88ª edição do Oscar merece elogios pela maneira com que conseguiu lidar com as acusações de preconceito racial e a ausência de atores negros nas principais categorias. Guidada por um sarcástico Chris Rock, a cerimônia colocou o dedo na ferida ao questionar não só a evidente desigualdade racial dentro da indústria, como também a onda do politicamente correto que vem tomando conta de algumas manifestações via redes sociais. Já no discurso de abertura, Chris Rock lembrou que nem tudo se trata de racismo, ou sexismo. Ao longo do prêmio, ele lembrou que nas décadas de 1950 e 1960 os Negros tinham motivos mais sérios para protestar, pediu a igualdade de oportunidade e aproveitou para questionar àqueles que sugeriram um boicote a premiação. Sobrou até para Jada Pinkett-Smith, que, segundo o ator, estava tão perto do evento, quanto ele das calcinhas de uma importante cantora pop. "A Jada boicotar o Oscar é o mesmo que eu boicotar a calcinha da Rihanna. Não fui convidado", afirmou Rock arrancando gargalhadas dos presentes. Além disso, numa montagem realmente engraçada, nomes como os de Whoopi Goldberg e Kevin Smith surgiram em pequenas cenas dos principais indicados ao Oscar, adicionando uma dose de ironia a longas como A Garota Dinamarquesa, Perdido em Marte e - particularmente - em O Regresso. Ao que parece, a Academia assimilou o recado.


Confira abaixo a lista completa de vencedores do Oscar 2016.

Melhor Filme

A Grande Aposta
Ponte dos Espiões
Brooklyn
Mad Max - Estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
O Quarto de Jack
Spotlight - Segredos Relevados

Melhor Ator 


Bryan Cranston - Trumbo
Leonardo DiCaprio - O Regresso
Matt Damon - Perdido em Marte
Michael Fassbender - Steve Jobs
Eddie Redmayne - A Garota Dinamarquesa

Melhor Atriz



Cate Blanchett - Carol
Jennifer Lawrence - Joy
Charlote Rampling - 45 Anos
Saiorse Ronan - Brooklyn
Brie Larson - O Quarto de Jack

Melhor Diretor



Adam McKay - A Grande Aposta
George Miller - Mad Max: Estrada da Fúria
Alejandro G. Iñarritu - O Regresso
Lenny Abrahamson - O Quarto de Jack
Tom McCarthy - Spotlight: Segredos Relevados

Melhor Filme Estrangeiro



Abraço da Serpente
O Filho de Saul
Mustang
Theeb
As Cinco Graças

Trilha Sonora



Ponte dos Espiões
Sicario - Terra de Ninguém
Star Wars - O Despertar da Força
Carol
Os Oito Odiados - Ennio Morricone

Roteiro Original



Ponte dos Espiões
Ex-Machina
Divertida Mente
Spotlight - Segredos Revelados
Straight Outta Compton

Melhor Roteiro Adaptado




A Grande Aposta
Carol
Brooklyn
Perdido em Marte
O Quarto de Jack

Melhor Design de Produção



Ponte dos Espiões
Mad Max - Estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
A Garota Dinamarquesa

Melhor Montagem




A Grande Aposta
Mad Max - Estrada da Fúria
O Regresso
Spotlight - Segredos Relevados
Star Wars - O Despertar da Força

Melhores Efeitos Visuais



Ex-Machina
Mad Max - Estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
Star Wars - O Despertar da Força

Melhor Atriz Coadjuvante



Kate Winslet - Steve Jobs
Jennifer Jason Leigh - Os Oito Odiados
Rachel McAdams - Spotligh: Segredos Relevados
Alicia Vikander - A Garota Dinamarquesa
Rooney Mara - Carol

Melhor Ator Coadjuvante



Christian Bale - A Grande Aposta
Mark Rufallo - Spotlight: Segredos Relevados
Mark Rylance - Ponte dos Espiões
Sylvester Stallone - Creed: Nascido para Lutar
Tom Hardy - O Regresso

Melhor Animação



O Menino e o Mundo
Divertida Mente
Shaun - O Carneiro
Anomalisa
As Memórias de Marnie

Melhor Curta Animado



Bear Story

Prologue
Sanjay's Super Team
We can't Live without a Cosmos
World of Tomorrow

Melhor Maquiagem



Mad Max - A Estrada da Fúria
O Regresso
O Homem de 100 Anos que Pulou a Janela e Desapareceu

Melhor Mixagem de Som



Ponte dos Espiões
Mad Max - Estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
Star Wars - O Despertar da Força

Melhor Edição de Som

Mad Max - Estrada da Fúria
Perdido em Marte
O Regresso
Sicario - Terra de Ninguém
Star Wars - O Despertar da Força

Melhor Figurino




Carol
Cinderela
A Garota Dinamarquesa
Mad Max - Estrada da Fúria
O Regresso

Melhor Fotografia



Carol
Os Oito Odiados
Mad Max - Estrada da Fúria
O Regresso
Sicario - Terra de Ninguém

Melhor Curta-Metragem

Ave Maria
Day One
Everything will be Okay
Shook
Stutterer

Melhor Documentário Curta Metragem

Body Team 12
Chau, beyond the Lines
Claude Lazmann: Spectres of the Shoab
A Girl in the River: The Price of Forgivness
Last Day of Freedom

Melhor Canção Original



Earned It - 50 Tons de Cinza
Manta Ray - Racing Extinction
Simple Song #3 - Juventude
Til it Happens to You - The Hunting Ground
Writing's on the Wall - 007 Contra Spectre

Melhor Documentário

Amy
Cartel Land
The Look of Silence
What happened, Miss Simone?
Winter on fire: Ukraine's Fight for Freedom

Um comentário:

Paola Sánchez disse...

Das melhores produções, pessoalmente, eu gosto mais de filmes de ação , mas ainda não se pode negar que este foi um excelente filme. Gosto de ver o Oscar, é um dos eventos de TV favoritos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...