sábado, 31 de dezembro de 2011

Top 10 Cinemaniac (Melhores de 2011)

É pessoal, mais um ano se aproxima do seu fim e chegou a hora do Cinemaniac fazer a sua analise dos destaques do cinema em 2011. Num ano marcado por mais baixos do que altos, confesso não ser uma das missões mais fácil eleger os dez melhores desse ano. Até por isso, resolvi fazer uma lista onde todos ocupam posições iguais, ou seja, não é um ranking, mas sim os meus filmes prediletos nesta temporada de 2011. Vamos então a lista. 


10 - Gigantes de Aço

"Uma das gratas surpresas desse ano. Apesar de aparentemente o filme não ter muitos atrativos, o trabalho da Disney dirigido por Shaw Levy (Uma Noite Fora de Série) consegue encantar o seu espectador com um visual fantástico e uma trama que, mesmo não sendo muito original, é bem explorada. Hugh Jackman, aliás, está muito bem no longa, na pele de um pai em apuros, assim como seu "filho", interpretado pelo jovem Dakota Goyo. Um daqueles, chamados pelos críticos, de prazeres culposos, que na minha opinião nada tem de culpa."


9 - Rango

"Em um ano, podemos dizer, fraco para os filmes de animação, Rango talvez tenha sido o único grande destaque do gênero em 2011. Dirigido por Gore Verbinski (Piratas do Caribe) e com Johnny Depp no elenco, a animação é extremamente inventiva e original, explorando muito bem as paisagens e os personagens desérticos.  Com uma trama criativa e um equilíbrio perfeito entre ação e conteúdo, Rango é o grande representante do gênero no Top 10 Cinemaniac".


8 - Harry Potter e as Relíquias da Morte (Parte 2)

"Depois de dez longos anos, a franquia Harry Potter chega ao fim com um longa digno de todo o êxito da série. Após um primeiro filme mais lento, a segunda parte de Relíquias da Morte fecha a franquia em grande estilo, num longa repleto de ação e belos efeitos visuais. Com um 3-D bem explorado, o filme encanta os fãs da série pelas ótimas batalhas e, logicamente, pelo desfecho desta trama que, sem dúvida alguma, marcou toda uma geração."


7- 127 Horas

"Também da leva dos filmes indicados ao Oscar em 2011, 127 Horas é mais um belo trabalho do diretor Danny Boyle (Quem quer ser um Milionário). Narrando a história real de um aventureiro que fica preso em uma cratera por 127 horas, o longa consegue ser ao mesmo tempo chocante e encantador. Explorando cortes rápidos, uma fotografia cheia de vida e a grande atuação de James Franco, 127 Horas merecia um destaque ainda maior neste ano". 


6 - O Vencedor

"Dos filmes da edição do Oscar 2011, sem dúvida alguma, O Vencedor foi o filme que mais me chamou a atenção. Dirigido por David O Russel, o longa narra com intensidade a bela história de um lutador de boxe, que, após anos de frustração, tem finalmente a chance da sua carreira. Com belas interpretações, destaque total para Cristhian Bale, O Vencedor acabou engolido por filmes cultuados, como Cisne Negro e Discurso do Rei, o que na minha visão foi uma pena..."


5 -  Amor a Toda Prova

"E quem disse que comédias românticas não podem ganhar lugar de destaque. Dirigido pela dupla John Recqua e Glenn Ficarra, o longa é a mistura perfeita de comédia, romance e drama. Com grande atuação de todo o elenco, principalmente de Steve Carell e Ryan Gosling, Amor a Toda Prova enfoca os relacionamentos amorosos sob o ponto de vista masculino, sem apelar para machismos ou qualquer tipo de exploração barata. Belo Trabalho". 


4 - Planeta dos Macacos: A Origem

"Comprovando que alguns remakes, quando bem feitos, são muito bem vindos, Planeta dos Macacos: A Origem mostra que esta quase esquecida franquia pode sim ganhar um novo espaço em meio a tecnologia atual. Filme muito bem conduzido, que tem como grande destaque a atuação digital de Andy Serkis. Está mais do que na hora da atuação digital ganhar uma indicação para as grande premiações. Fica a torcida".


3- Histórias Cruzadas

"Trazendo um retrato fiel do racismo no Mississipi na década de 1960, no auge da luta pela igualdade racial, The Help, no original, é um daqueles filmes que conquista o espectador desde a primeira cena. Se apoiando em uma trama extremamente original, adaptada de obra escrita por Kathryn Stockett, o longa dirigido e roteirizado por Tate Taylor cumpre a difícil tarefa de ser leve, sensível e impactante ao mesmo tempo. Isso graças a poderosa atuação de todo o elenco, principalmente de Viola Davis e Octavia Spencer, brilhantes na pele de duas empregadas negras, Emma Stone, não tenho mais palavras pra falar do seu talento, Bryce Dallas Howard e da veterana Sissy Spacek. Filme arrebatador."


2 - X- Men Primeira Classe

"Sem dúvida a grande surpresa do ano, X-Men Primeira Classe bateu grandes adversários no gênero, como Capitão América, Thor e Lanterna Verde, se tornado, disparado, a melhor adaptação de quadrinhos em 2011. Como se não bastasse esse feito, o longa dirigido por Mathew Vaughn é primoroso em todos os sentidos, com uma bela trama, um elenco extremamente afiado e uma direção de arte de tirar o chapéu. A parceria/duelo dos personagens Magneto (Michael Fassenber) e Professor Xavier (James McAvoy) é um capitulo a parte, graças logicamente a ótima atuação da dupla".



1- Super 8

"Nostálgico e arrebatador, o novo trabalho do diretor J.J Abrams mostrou que ficção científica pode sim cair no gosto popular. Com um roteiro original e efeitos especiais de tirar o folego, a parceria entre Abrams e Spielberg fez muito sucesso, conseguindo recuperar aquele clima que marcou clássicos do cinema como E.T, Os Goonies e Os Garotos Perdidos. Destaque para todo o elenco infantil, principalmente para a muito competente Ellie Fanning, que, diferente da irmã Dakota, tem acertado em cheio nos seus trabalhos."


Detalhes

- Ano fraco para o gênero terror. Poucos destaques e filmes extremamente burocráticos. Entre os melhores eu destaco O Ritual, grande atuação de Anthony Hopkins, e Sobrenatural, que consegue ser genuinamente assustador.

- Cisne Negro é sim um bom filme. Natalie Portman dá um show na pele da afetada e obcecada bailarina. Mas nem de longe o filme pode ser considerado o melhor do diretor Darren Aronofsky. Vale como menção honrosa.

- Apesar dos muitos elogios, confesso não ter gostado de A Árvore da Vida e O Discurso do Rei. Filmes realizados para agradar a critica especializada. E conseguiram....

- Vale destacar também duas outras animações. Rio, do diretor brasileiro Carlos Saldanha, e O Gato de Botas, que além do ótimo 3-D, traz novamente o carismático personagem central.

- Destaque total para o estupendo ano da atriz Emma Stone e do ator Ryan Gosling. Com ótimas escolhas e grandes atuações, os dois ganharam o destaque que merecem e, com toda a certeza, marcarão presença no Oscar 2011.

2 comentários:

Amanda Aouad disse...

Ótimos filme, só não curti muito o seu primeiro colocado. Super 8 não me encantou em nada. E não vi Vidas Cruzadas, que fiquei curiosa.

thicarvalho disse...

Já eu sai encantado do cinema. kkkk Vidas Cruzados é um belo e surpreendente drama. Dá uma procurada e depois diz o que achou. Bjs e valeu pela visita.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...