segunda-feira, 8 de março de 2010

Novidades (Guerra ao Terror derrota Avatar e se sagra o grande vencedor do Oscar 2010)


Em uma das cerimônias mais disputadas dos últimos anos, o ousado Guerra ao Terror venceu a grandiosidade de Avatar e se consagrou como o grande nome no Oscar 2010. O longa dirigido por Kathryn Bigelow, venceu nas categorias Melhor Filme, Direção, Roteiro Original, Montagem, Efeitos Sonoros e Mixagem de Som. Além disto, em pleno dia Internacional da Mulher, Bigelow se consagrou como a primeira diretora a conseguir vencer a categoria. Com a maior bilheteria de todos os tempos, Avatar faturou apenas três estatuetas, nas categorias Direção de Arte, Fotografia e Efeitos Visuais. Empatados com duas estatuetas ficaram Up - Altas Aventuras, vencedor nas categorias Melhor Animação e Melhor Trilha Sonora, o drama Coração Louco, dono das estatuetas de Melhor Ator e Canção Original e o impactante Preciosa, que conquistou o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Atriz Coadjuvante, vencido pela rapper M'onique.

Favoritos vencem entre os Atores

Se Guerra ao Terror foi a grande surpresa da cerimônia deste ano, nas Categorias Melhor Ator e Atriz venceu o esperado. Um dia depois de ter ganho o prêmio Fambroesa de Ouro, por sua atuação no filme All About Steve, Sandra Bullock confirmou o favoritismo e venceu na categoria Melhor Atriz. Concorrendo com grandes nomes, como as já ganhadoras Helen Mirren e Meryl Streep, Bullock venceu graças a atuação no drama Um Sonho Distante. Muito aplaudida, a atriz agradeceu à todos os pais do mundo, por educarem seus filhos e, em especial, a sua mâe. Na categoria Melhor Ator, Jeff Bridges desbancou Collin Firth, Morgan Freeman, George Clooney e Jeremy Reiner e faturou o seu primeiro Oscar, com o filme Coração Louco. O ator de 61 anos, que já havia vencido o Globo de Ouro, também lembrou de seus pais e agradeceu a toda equipe do longa, principalmente, os responsáveis pela parte musical. Outra categoria que não teve surpresas, foi a de Melhor Ator Coadjuvante. Vencedor no Globo de Ouro e no Bafta, o ator Cristoph Waltz foi o responsável pela única estatueta do filme Bastardos Inglórios, dirigido pelo cultuado Quentin Tarantino.

Ex-Marido, James Cameron brinca com Kathryn Bigelow, antes do ínicio da cerimônia

"Finalmente chegou a hora"

Grande vencedor da noite, desde o início da cerimônia, Guerra ao Terror mostrava que levaria a melhor sobre Avatar. Diferente do que muitos esperavam, o longa venceu em categorias técnicas, como Melhor Efeitos Sonoros e Mizagem de Som, aonde Avatar era pleno favorito. Porém, foi com os prêmios de Melhor Direção e Filme que Guerra ao Terror consegiu a consagração. Com um orçamento de pouco mais de U$$ 11 milhões, contra os quase 500 do longa de James Cameron, Bigelow foi muito aplaudida quando teve seu nome revlado pela atriz e cantora Barbara Streissand. Em um discurso muito emocionado, a diretora lembrou todo o tarbalho duro na produção, o apoio do roteirista Mark Boal e desejou que todos os soldados que atualmente estão no Iraque, voltem para os seus lares com saúde.

Argentina leva o Prêmio de Melhor Filme Estrangeiro

Além de Guerra ao Terror, as grandes surpresas da noite foram para o filme Argentino O Segredo de Seus Olhos e para a animação Up - Altas Aventuras. O longa portenho, derrotou o favoritissimo A Fita Branca e conquistou a categoria Melhor Filme Estrangeiro. Ao receber a estatueta, o diretor Juan José Campannela afirmou que a conquista parecia um sonho, e agradeceu a Academia por não considerer o N'aavi, idioma falado em Avatar, um lingua estrangeira. Já o longa Up, além de ter faturado o prêmio de Melhor Animação, ganhou a estatueta de Melhor Trilha Sonora. Concorrendo com grandes nomes da categoria, como os já vencedores James Horner (Titanic) e Hans Zimmer (Blad Runner), Michael Giacchino levou a melhor e conseguiu o prêmio. Com um dos discursos da vitória mais interessante, o compositor lembrou de episódios da infância e pediu para que todos os pais não impeçam os seus filhos de serem criativos. Outros vencedores da noite, Star Trek conquistou o prêmio na categoria Melhor Maquiagem e The Young Victoria, na categoria Melhor Figurino.

Homenagem ao gênero Terror é a grande inovação da academia em 2010

Somado aos prêmios, a cerimônia prestou algumas homenagens durante as quase 2 h e 30 min de duração. Os primeiros grandes homenageados da noite, foram os filmes de terror. Com a apresetnação do casal teen Taylor Lautner e Kristen Stewart, foi apresentado um video com cenas de grandes clássicos do terror. Entre grandes clássicos do terror, inciados pelo assustador Tubarão, estiveram filmes do gênero de várias épocas e estilos diferentes. Desde os mais conhecidos Jason e Freedy à filmes mais cultuados como O Exorcista e Psicose. A grande mancada da academia, aconteceu durante a apresentação destes grandes clássicos do terror. No meio de cenas aterrorizantes, surgiram momentos do filme Crepusculo e de Edward Mãos de Teosura. Apesar da "derrapada", a intensão foi muito boa. Outra bela homenage, como sempre, foi a lembrança aos astros que partiram no ano de 2009. Dentre atores, produtores, roteiristas e envolvidos na sétima arte, os mais exaltados foram o diretor John Huges, os atores Patrick Swayze, David Carradine, Eric Homer, o cantor Micahel Jackson e a atriz Brithany Murphy. Todos foram muito aplaudidos, enquanto o cantor James Taylor interpretava a canção In My Life, sucesso dos Beatles.

Opinião

"Com esta premiação de hoje, os velhinhos da academia mostraram que continuam prezando a arte. Não que Avatar seja menos "artistico", mas mesmo com a grandiosiadade e um alto investimento, não foi páreo para o ousado e eficiente Guerra ao Terror. Venceu a trama em detrimento da tecnologia, apesar de Guerra ao Terror ser um filme muito caprichado nos quesitos técnicos. Outro ponto que merece ser exaltado, foi a vitória de Bigelow. Primeira mulher a conquistar a categoria de Direção, Bigelow mostrou que não é preciso milhões para se fazer um grande filme. Se sobrou ousadia a Guerra ao Terror, mais uma vez a Academia a esqueceu em "casa". Apenas um estatueta para Bastardos Inglorios, na minha opinião, ficou chato. Pelo menos, a de Roteiro o longa de Tarantino merecia ter ganho. Por falar em merecimento, achei muito justa todas as categorias envolvendo atores. Bullock, Bridges, M'onique e Waltz, foram mais do que merecedores. Acredito que com a conqusita de Bridges, a academia fez uma grande "Mea Culpa" por não ter concedido o Oscar a Mickey Rourke, no último ano. Enfim, apesar de alguns problemas no andamento, a cerimonia do Oscar 2010 foi bastante agradavel. Com ótimos candidatos, não tenho dúvidas em afirmar que 2009 foi um dos anos mais positivos para a sétima arte."

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...