sábado, 5 de julho de 2008

Cinemaniac Indica (O Gangster)

Dirigido por Ridley Scott, O Gangster é, sem dúvidas, um dos grandes filmes contemporâneos sobre a máfia. Explorando um grande elenco, encabeçado por Denzel Washington e Russel Crowe, o longa busca inspiração nos grandes filmes do gênero, como O Poderoso Chefão e Os Bons Companheiros. O resultado é uma obra densa, bem desenvolvida, que se não traz nenhuma novidade aos filmes de Máfia, ao menos, consegue manter o bom nível dos longas citados acima.

Aliás, se fomos para para analisar, os filmes tem sim muitas características em comum. Em primeiro lugar pode se notar a semelhança com relação a escalação do elenco. Tanto O Poderoso Chefão, quanto O Gangster, possuem grandes atores em seus respectivos elencos. Claro que eu não quero comparar Marlon Brando, Al Pacino e Robert Duval (Poderoso Chefão) com Denzel Washington, Russel Crowe e Cuba Godding Jr (O gangster), mas cá entre nós, ambos são grande atores dando o melhor em suas interpretações.

Outro ponto que me chamou bastante atenção foi a perfeição na constituição dos personagens e da forma de agir de cada um, condizente com suas tradições e raízes. Em Poderoso Chefão a família é Italiana, e logo de início (na cena da festa) você já pode perceber a veracidade na constituição da família Italiana. Já em o Gangster, apesar da temática ser a mesma (máfia), há uma grande diferença entre o jeito de agir e de pensar dos personagens. Neste filme, a origem dos personagens central é o Brooklin, bairro pobre dos EUA. Até por isto, os persongens adquirem personalidades totalmente diferentes, e consequentemente atitudes, das vistas em o poderoso Chefão. E essa é uma característica louvável, já que muitos filmes de máfia das últimas décadas tiveram a pretensão de querer imitar ou copiar a fórmula vista em O Poderoso Chefão e acabaram sendo fracassos. Para encerrar, a terceira e última características em que ambos os filmes se assemelham é com relação ao tempo dos filmes em questão. Tanto em Poderoso Chefão (171 min) como em o Gangster (157 min) a longa projeção passa como um raio e você acaba se envolvendo de uma forma com os personagens e com a trama, que passa a se sentir imerso na película.

Vamos falar agora um pouco sobre o filme em si. O Gangster conta a história do primeiro líder de máfia negro dos EUA, e como ele atingiu a tal posição dentro da criminalidade americana. O filme relata do apogeu ao declínio do personagem Super Fly, que perseguido pelo detetive Richie Roberts (Russel Crowe) vê o seu império, literalmente, ir para o ralo. A trama se passa no pós-guerra do Vietnã. Neste Período a criminalidade aumenta e Super Fly, aproveitando do contato de um primo que lutou no Vietnã, passa a traficar drogas de lá, e logo consegue dominar o mercado de drogas. Inteligente e empreendedor, Fly monta seu império, mas acaba chamando muita atenção e passa a ser perseguido por mafiosos rivais, policiais corruptos e pela própria polícia. O filme que recebeu duas indicações ao Oscar, conta também com a ótima interpretação de Rube Dee (indicada ao Oscar de atriz coadjuvante), que dá um show interpretando a mãe de Washington.

Grandioso como, atualmente, só Ridley Scott sabe fazer, O Gangster é uma daqueles filmes memoráveis, que acerta em manter a sua identidade. Uma obra com grande elenco, uma trama envolvente, e acima de tudo, qualidade acima da média.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...