terça-feira, 17 de maio de 2016

Cinemaniac Indica (Hector e a Procura da Felicidade)

Apesar do título piegas, Hector e a Procura da Felicidade cativa ao abraçar com absoluta sensibilidade este complexo tema. Tentando desvendar os mistérios por trás da felicidade, o longa dirigido por Peter Chelsom (Dança Comigo?) investe numa atmosfera otimista ao narrar a jornada de auto-descoberta do psiquiatra Hector (Simon Pegg). Acostumado a ouvir os problemas dos seus pacientes, o médico acreditava ter uma vida perfeita ao lado da sua controladora namorada Clara (Rosamund Pike). Aos poucos, no entanto, ele passa a perceber a tristeza ao seu redor e a sua sensação de impotência diante deste sentimento. Disposto a encontrar as respostas que os seus pacientes tanto esperavam, Hector decide partir numa viagem ao redor do mundo, descobrindo a cada experiência um novo sentido para a sua vida.

Inspirado no livro homônimo do escritor François Lelord, Hector e a Procura da Felicidade adota um tom reflexivo ao acompanhar as divagações do afável Hector. Sem a pretensão de encontrar respostas, o argumento é sutil ao reproduzir o choque cultural enfrentado pelo psiquiatra, permitindo que os interessantes coadjuvantes se integrem à trama com naturalidade. Mesmo se escorando em algumas dispensáveis lições de moral, daquelas que mais parecem tiradas de um genérico livro de autoajuda, Chelsom é habilidoso ao dar fundamento à "pesquisa" do psiquiatra, investigando o quão tênue pode ser a tão cobiçada busca pela felicidade. Desta forma, enquanto para uma humilde família africana a alegria está num singelo jantar comemorativo, para um bem sucedido banqueiro o bem-estar é conquistado numa agitada e caríssima noitada em uma boate de luxo. 


É interessante ver, aliás, como o roteiro expõe as inseguranças do próprio Hector, revelando com cuidado os seus medos, as frustrações e os anseios à medida que ele passa a enxergar a sua própria existência de maneira mais honesta. Ponto para o versátil Simon Pegg que, numa atuação absolutamente cativante, consegue absorver o misto de sentimentos experimentados pelo seu personagem ao longo desta expressiva jornada. Além disso, amparado pela reluzente fotografia de Kolja Brandt (Perseguição Implacável), Peter Chelsom faz um impecável uso dos expressivos cenários, tornando a viagem de Hector naturalmente atraente aos olhos do público.


Contando ainda com um talentoso elenco de apoio, capitaneado por nomes como os de Toni Collete, Rosamund Pike e Christopher Plummer, Hector e a Procura da Felicidade cumpre as expectativas ao se revelar um 'feel good movie' humano e sensível. Um longa que, mesmo diante dos inegáveis deslizes, a maioria deles envolvendo o adocicado clímax, se esforça para revelar com otimismo e bom humor o quão simples pode ser a busca pela felicidade.

4 comentários:

Jackson disse...

Olá, adorei seu blog, tenho um site chamado NoSet, gostaríamos de lhe convidar para publicar seu material em nosso site, temos alguns colaboradores que tem seu próprio blog e publica em nosso site, aceitaria ? contato@noset.com.br

thicarvalho disse...

Valeu pela visita Jackson, mas no momento não estou interessado. De qualquer forma, irei linkar o NoSet entre os favoritos aqui do blog. Grande Abs.

Hugo disse...

Tenho curiosidade, a história me agrada e o ator Simon Pegg é carismático.

Está na minha lista para conferir.

Abraço

thicarvalho disse...

Não é um filme impecável Hugo, mas é um entretenimento curioso. Por trás do clima agridoce, existe uma mensagem bem interessante. E o Simon Pegg carrega o filme com absoluta categoria. Abs.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...