quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Top 10 (Steven Spielberg)


De volta a sua melhor forma, Steven Spielberg mostrou em Ponte de Espiões (confira a nossa opinião aqui) os motivos que o levaram a ser considerado um dos realizadores mais cultuados de Hollywood. Novamente ao lado de Tom Hanks, seu parceiro nos sucessos O Resgate do Soldado Ryan e Prenda-me se For Capaz, Spielberg nos brinda com um relato completo e espirituoso sobre uma incrível história real no auge da Guerra Fria. Flertando ora com a solenidade dos seus trabalhos de cunho histórico, ora com a leveza dos seus sucessos familiares, o longa reflete a essência do cinema de Spielberg durante os envolventes 130 minutos de projeção. Desta maneira, celebrando a carreira e as realizações deste aclamado realizador, neste Top 10 do Cinemaniac vamos listar os nossos longas prediletos dirigidos por Steven Spielberg.



10º Encurralado (1971)


Primeiro grande sucesso de Steven Spielberg, Encurralado é um daqueles longas que esbanja tensão do primeiro ao último minuto. Num longa de baixo orçamento rodado para a TV norte-americana, o realizador usou e abusou de técnicas rudimentares ao narrar o jogo de gato e rato envolvendo um motorista azarado e um misterioso caminhoneiro. Através de um roteiro simples, de espetaculares movimentos de câmera e de incríveis efeitos práticos, Spielberg nos apresentou a algumas das mais realísticas e sufocantes cenas de perseguição automotores. Um baita cartão de visitas rodado em apenas 13 dias.

9º Contatos Imediatos de Terceiro Grau (1978)


Um ano após o estrondoso sucesso da aventura espacial Star Wars, Steven Spielberg resolveu mostrar os alienígenas de maneira mais "realística" no suspense familiar Contados Imediatos de Terceiro Grau. Tentando prever como seria o contato dos alienígenas com os humanos, o longa estrelado por Richard Dreyfuss acompanha a obstinada jornada de Roy Neary, um homem que após experimentar um contato com extraterrestres decide investigar a fundo a presença alienígena. Ao lado de uma mãe que teve o seu filho abduzido, os dois embarcam numa busca que os levará a revelações extraordinárias. Contando com uma trilha-sonora fantástica, que virou referência quando o assunto são OVNIS, com a oscarizada fotografia de Vilmos Zsigmond, e com a surpreendente presença do cultuado François Truffaut (Fahrenheit 451), Contatos Imediatos de Terceiro Grau se revelou um entretenimento instigante, recheado de efeitos visuais fantásticos. Com orçamento de US$ 20 milhões, o longa se tornou um enorme sucesso ao faturar US$ 303 milhões ao redor do mundo.

8º Império do Sol (1987)


De um sucesso rudimentar à um longa grandioso, Império do Sol comprova a habilidade de Steven Spielberg em capturar o fator humano por trás de um grande conflito. Estrelado pelo jovem e já intenso Christian Bale, o longa comove ao narrar a jornada de um garoto separado dos pais durante a Segunda Guerra Mundial. Abordando o embate pelo ponto de vista asiático, o longa reproduz com extrema categoria a participação japonesa na guerra, mostrando através de olhos inocentes o impacto deste período na rotina de um campo de concentração local. Recheado de sequências fantásticas, o ataque ao QG oriental é magnífico, Império do Sol traduz visualmente a assinatura de Steven Spielberg.

7º Prenda-me se For Capaz (2002)


Inspirada na história real do picareta Frank Abagnale Jr., Steven Spielberg tornou Prenda-me se for Capaz um dos longas mais envolventes de sua carreira. Seguindo a linha adotada em Ponte de Espiões, a película estrelada por Leonardo DiCaprio e Tom Hanks é absolutamente espirituosa e elegante ao narrar a luta de um agente do FBI para prender um adolescente que se tornou um dos maiores golpistas dos EUA. Bem humorado, ágil e brilhantemente dirigido, Prenda-me se for Capaz acabou merecidamente aclamado pela crítica. Não podemos esquecer, aliás, da magnífica atuação de Christopher Walken, impecável como o afetuoso pai deste picareta. 

6º Tubarão (1975)


Considerado um divisor de águas pela indústria de Hollywood, Tubarão se tornou um dos pilares do gênero blockbuster. Apesar da produção complicada, com direito a estouro de orçamento e muitos problemas com o tubarão robótico, Spielberg nos brindou com uma aula de suspense ao acompanhar a caçada de um xerife (Roy Scheider) a um perigoso tubarão. Embalado pela icônica trilha sonora de John Williams, que com poucos acordes causou arrepios por onde passou, o longa se tornou um estrondoso sucesso de público. Na época, com orçamento de US$ 9 milhões, Tubarão faturou US$ 470 milhões ao redor do mundo, se tornando um dos primeiros grandes sucessos do verão norte-americano. 

5º E.T - O Extraterrestre (1982)
Após investigar os alienígenas no Sci-Fi Contatos Imediatos, Spielberg nos presentou com uma de suas obras primas no fantástico E.T - O Extraterrestre. Responsável por algumas sequências mais icônicas dentro do universo da cultura pop, o diretor norte-americano arrancou lágrimas ao narrar a amizade de um garoto (Henry Thomas) e um carismático extraterrestre. Novamente ao lado do seu parceiro John Williams, vencedor do Oscar com uma de suas trilhas sonoras mais reconhecidas, Spielberg comprovou mais uma vez o seu virtuosismo técnico ao entregar uma aventura visualmente mágica. Um dos maiores sucessos comerciais da carreira do diretor, E.T somou US$ 792 milhões ao redor do mundo, se tornando a maior bilheteria da história do cinema até o lançamento de Jurassic Park (1993). Indicado nas categorias Melhor Filme e Melhor Diretor, E.T levou as estatuetas de  melhor trilha sonoramelhores efeitos especiaismelhores efeitos sonoros e melhor som. 

4º Jurassic Park: Parque dos Dinossauros (1993)
Por falar nele, na quarta posição surge um dos filmes mais visualmente espetaculares que já pude assistir. Em Jurassic Park: Parque dos Dinossauros, Spielberg experimentou todas as possibilidades do cinema digital ao dar novamente vida aos então extintos dinossauros. Aliando a tecnologia da computação aos efeitos práticos, o realizador chocou o mundo ao reproduzir com verossimilhança absurda as criaturas pré-históricas. Na trama, após um milionário (Richard Attenborough) abrir um parque temático repleto de dinossauros reconstruídos em laboratório, o especialista Dr. Alan Grant (Sam Neil) se torna uma das grandes esperanças dos visitantes quando as criaturas acabam se libertando durante uma tempestade. Diversão pra toda a família, Jurassic Park foi aclamado pela crítica e pelo público, faturando espetaculares US$ 1,029 bi ao redor do mundo. O longa recebeu três Oscar, Melhor Efeitos Especiais, Melhor Som e Melhor Edição de Som. 

3º Os Caçadores da Arca Perdida (1981)
Se me pedissem para explicar no que consiste o gênero aventura, eu diria assista Os Caçadores da Arca Perdida e tenha a sua resposta. Responsável por dar vida ao icônico arqueólogo Indiana Jones, o diretor Steven Spielberg mais uma vez aprontou das suas ao reproduzir as aventuras do personagem idealizado por George Lucas. Se passando durante a Segunda Guerra Mundial, o longa acompanha a investida do Dr. Jones (Harrison Ford), um arqueólogo respeitado que é contratado para descobrir o paradeiro da Arca da Aliança, uma relíquia milenar que estava na mira dos Nazistas. Recheado de sequências antológicas, o longa nos brindou ainda com a fantástica trilha sonora de John Williams (mais uma!), a cereja no bolo de uma franquia que ganhou duas outras incríveis continuações: Indiana Jones e o Templo da Perdição (1984) e Indiana Jones e A Última Cruzada (1989). Contando com o carisma de Harrison Ford, Os Caçadores da Arca Perdida levou quatro estatuetas do Oscar para casa e faturou US$ 389 milhões ao redor do mundo. 

2º O Resgate do Soldado Ryan (1998)

Ainda que eu prefira a fase mais descompromissada de Steven Spielberg, é inegável que duas das suas maiores pérolas envolveram a Segunda Guerra Mundial. Nascido numa família de origem judia, o realizador obviamente sempre se afeiçoou pelo tema, nos brindando com um relato realístico sobre o Dia D no impressionante O Resgate do Soldado Ryan. Responsável por uma das sequências iniciais mais reconhecidas do Cinema, o ataque costeiro na praia de Omaha foi eleito pela revista Empire a melhor cena de batalha de todos os tempos, Spielberg mostrou através de um ponto de vista particular a ação dos aliados durante este enorme conflito. Estrelado por Tom Hanks, Tom Sizemore e Matt Damon, o longa foi aclamado pelo público e pela crítica, faturando cinco estatuetas do Oscar, incluindo Melhor Direção e Melhor Fotografia. Numa decisão até hoje questionada, o açucarado Shakespeare Apaixonado (????) acabou levando o prêmio de Melhor Filme. 

1º A Lista de Schindler (1993)


E o primeiro lugar fica para o chocante e realístico A Lista de Schindler. Inspirado na fantástica história real de Oskar Schindler, um empresário astuto e oportunista que fez da sua influência uma poderosa arma na luta contra o holocausto, o longa estrelado por Liam Neeson se tornou um dos símbolos da filmografia de Steven Spielberg, principalmente pela forma como valoriza o fator humano por trás deste grande conflito. Contando ainda com as inspiradas atuações de Ben Kingsley e Ralph Fiennes, o longa rodado elegantemente em preto e branco faturou sete estatuetas do Oscar, incluindo a de Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Roteiro e Melhor Fotografia. Um relato sombrio e absolutamente verossímil sobre o drama judeu na Segunda Guerra Mundial. 

Menções Honrosas

- Munique (2005)

- A Cor Purpura (1985)

- Ponte de Espiões (2015)

- Guerra dos Mundos (2005)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...