sábado, 6 de junho de 2015

Novo Mad Max ultrapassa a marca dos US$ 300 milhões nas bilheterias (Atualizado)


Um dos trabalhos mais espetaculares deste primeiro semestre, Mad Max - Estrada da Fúria vem tendo trabalho para conseguir um bom desempenho nas bilheterias internacionais. Apesar das excelentes críticas, o longa tem 98% de aprovação do site Rotten Tomatoes e 8,6 na cotação do IMDB, o novo trabalho do diretor George Miller (confira o nosso especial sobre esse eclético realizador) precisou de três semanas para cruzar a barreira dos US$ 300 milhões ao redor do mundo. Estrelado por Tom Hardy (Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge) e Charlize Theron (Prometheus), o insano longa conseguiu - até o momento - frustrantes US$ 130 milhões nos EUA, um valor ainda aquém ao polpudo orçamento de US$ 150 milhões. No restante do mundo, no entanto, o desempenho é um pouco melhor, e com os US$ 177 milhões conseguidos nas bilheterias internacionais Mad Max 4 soma parciais US$ 307 milhões.


Longe de ser um fracasso de público, o fato é que a qualidade desta continuação deixou a impressão que o longa teria um estrondoso sucesso nas bilheterias. Recheado de alucinantes sequências de ação, e com uma premissa absolutamente interessante, Estrada da Fúria parece ter esbarrado não só na alta censura, mas também no hiato de 30 anos entre os dois últimos lançamentos da franquia, o que parece explicar o distanciamento do personagem junto as novas gerações. Ainda inédito no forte mercado japonês, Mad Max - Estrada da Fúria é nesse momento a nona maior bilheteria do ano, ficando bem atrás dos US$ 1,5 bi do líder Velozes e Furiosos 7 e dos US$ 1,3 bi de Vingadores - A Era de Ultron. Num ano em que os blockbusters parecem dispostos a roubar completamente a cena, confira a nossa opinião sobre o avassalador Estrada da Fúria, de longe um dos melhores representantes atuais do cinema de ação. 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...