quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Em meio a ameaças, Sony decide cancelar a estreia de A Entrevista


Temendo represálias e ataques às salas de cinema, a Sony decidiu cancelar a estreia nova-iorquina de A Entrevista, polêmica comédia estrelada pela dupla Seth Rogen e James Franco. Em meio ao incessante ataque hacker do grupo autointitulado Guardiões da Paz, que não só divulgou informações sigilosas do estúdio, como também ameaçou os distribuidores, a Sony se viu encurralada pela decisão das maiores redes de cinema e desistiu de lançar esta sátira que traz como pano de fundo o governo do ditador norte-coreano Kim Jong Un. Com medo de ataques durante a exibição do longa, já que muitas das ameaças chegaram a citar os trágicos episódios do 11\09, as principais redes norte-americanas resolveram cancelar as sessões, obrigando o estúdio a tomar esta decisão. Apesar desta decisão, no entanto, o Departamento Nacional de Segurança dos EUA afirma que não há "informações críveis que indiquem um esquema ativo contra as salas de cinema", mas que os responsáveis seguem analisando as mensagens deste grupo.

Atualizado

Via nota oficial, a Sony revelou também o cancelamento da estreia em circuito comercial no dia 25 de dezembro. À luz da decisão da maioria dos nossos exibidores de não mostrar o filme 'A Entrevista', nós decidimos não avançar com o lançamento nos cinemas no dia 25 de dezembro. Nós respeitamos e compreendemos a decisão dos nossos parceiros e, é claro, compartilhamos completamente o interesse primordial de segurança dos funcionários e frequentadores dos cinemas", afirmou a Sony em comunicado.


Revoltados com este decisão da Sony, algumas celebridades hollywoodianas se mostraram completamente contrárias ao cancelamento da estreia de A Entrevista. Diretor de comédias como Ligeiramente Grávidos e O Virgem de Quarenta Anos, Judd Apattow questionou o poder que esta atitude pode dar a estes grupos extremistas. "É terrível que os cinemas tenham decidido não exibir 'A entrevista'. Vão agora tirar de cartaz todos os filmes que receberem ameaças anônimas?", questionou o realizador. Seguindo este mesma linha de raciocínio, o apresentador Jimmy Kimmel se mostrou preocupado com as consequências desta atitude. "É um ato de covardia não americano que valida atos terroristas e abre um precedente terrível.", admitiu o apresentador.

Atualizado 

Quem também se posicionou contra a decisão da Sony foi o presidente norte-americano Barack Obama. Em um anúncio oficial, o presidente confirmou que o estúdio cometeu um erro. "Entendo a preocupação do estúdio, que sofreu significantes perdas, mas acho que cometeram um erro. Não podemos ter uma sociedade em que algum ditador,  em algum lugar, começa a impor censura aqui nos Estados Unidos. Eu gostaria que eles tivessem falado comigo antes, porque teria dito para não se intimidarem com esses ataques criminoso". Obama lembrou também que essa postura pode abrir um precedente perigoso, não só no cinema, como também na televisão e nas noticias. "Porque se alguém é capaz de intimidar o lançamento de uma comédia, imagine o que vão começar a fazer quando virem um documentário ou notícias de que não gostam” completou Barack Obama. Logo após esse pronunciamento, a Sony veio a público para confirmar que não partiu dela o cancelamento, mas sim das distribuidoras, que temeram ataques às salas que exibissem o filme.

A expectativa agora fica pelo lançamento em circuito internacional do longa, já que segundo a Variety o estúdio já analisa a possibilidade de lançar o longa através de serviços On Demand, como o Netflix e a Amazon Video. Já em solo brasileiro, segundo a assessoria de imprensa do estúdio, o lançamento está suspenso "até segunda ordem". 

2 comentários:

Hugo disse...

Este é o mundo absurdo em que vivemos.

Os patrulheiros da moral e os malucos de plantão gritam, fazem campanha e até ameaçam quando surge algo que não agrada seu pensamento.

A sociedade americana é especialista nisso e no Brasil a situação está seguindo o mesmo caminho.

Abraço

thicarvalho disse...

Infelizmente Hugo, uma decisão extremamente perigosa foi tomada pela Sony.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...