terça-feira, 13 de agosto de 2013

Você conhece Sharknado e o estúdio The Asylum ?


Este ano de 2013 já ficou marcado pelas estreias de filmes do porte de Homem de Ferro 3, O Homem de Aço e agora pelo gigantesco Círculo de Fogo, todos com milionários custos. No entanto, apenas um longa tem roubado as atenções no último mês nas redes sociais norte-americanas. Trata-se de Sharknado. Um filme b de terror feito para TV, que após ser lançado no canal fechado SyFy, fez um estrondoso sucesso conseguindo parar em mais de 200 salas de cinemas nos EUA. Tudo isso, com direito a estreia de gala em Los Angeles no inicio deste mês de agosto.



Produzido pelo polêmico estúdio The Asylum, Sharknado conseguiu todo o sucesso graças a trama absurdamente trash. No filme, um tornado com famintos tubarões ataca Los Angeles, deixando um rastro de destruição por onde passa. Rodado com baixo orçamento, o longa teve mais 1,4 milhão de telespectadores em sua estreia no canal SyFy, fato que já garantiu uma continuação para 2014. Dirigido por Anthony C. Ferrante, que já trabalhou em outros filmes do estúdio, o longa consegue reunir algumas figuras conhecidas em seu elenco. Dentre eles a bela Tara Reid, da franquia American Pie, Ian Ziering, da série Barrados no Baile, e John Heard, que na década de 1990 fez muito sucesso nos cinemas, principalmente, como o pai de Kevin em Esqueceram de Mim 1 e 2. Assista abaixo o, no mínimo, curioso trailer e tire as suas próprias conclusões.


Sucesso de público com 90% de aprovação no site Rotten Tomatoes, Sharknado fez muito bem ao estúdio The Asylum, que só neste ano viu seus lucros subirem para 19 Milhões de dólares. Na verdade, um valor bem distante dos cerca de 5 milhões que a empresa fatura anualmente. Prova disso é que o estúdio já planeja também uma série de TV, para a MTV americana, contando os bastidores de Sharknado.

O polêmico The Asylum

Fundado em 1997, o The Asylum nasceu com o objetivo de rodar apenas filmes gore, os tais filmes trash de terror que acabaram se popularizando principalmente na década de 1980 e lançaram inúmeros atores e diretores ao sucesso. Apesar da ideia inicial, o The Asylum acabou deixando de lado esta opção com o passar dos primeiros meses, principalmente graças a vontade de um dos produtores em levar Guerra dos Mundos ao cinema. O curioso é que paralelamente, o cultuado diretor Steven Spielberg já vinha conduzindo uma grande adaptação da história de H.G. Wells, que foi lançada em 2005 com Tom Cruise como protagonista. Mesmo ciente deste fato, os produtores resolveram fazer simultaneamente uma versão para TV de baixo custo, chamada H. G. Wells' War of the Worlds. O resultado foi impressionante, já que mais de 100 mil cópias foram vendidas para a rede Blockbuster, também em 2005. Estava popularizado ai o "Mockbuster", filmes de baixo custo - e quase sempre também de baixa qualidade - que copiavam os grandes blockbusters e chegam diretamente ao mercado Home Video.

E a fórmula de sucesso era simples. Muitos espectadores desavisados acabavam se confundindo com as temáticas, ou até mesmo os nomes semelhantes, e adquiriam o DVD achando que estavam alugando ou comprando o blockbuster em questão. Eu já me confundi, e acho que muitos que estão lendo este texto também já passaram por essa situação. Afinal, além das temáticas idênticas, os produtores se esforçavam para lançar um material com nomes e até mesmo o visual semelhante. Nos anos seguintes, The Asylum lançou alguns filmes que seguiram a rotina de se "inspirar" nos grandes blockbusters, entre eles: 'King of the Lost World' (2005), 'Snakes in the Train' (2006), 'The Da Vinci Treasure' (2006), 'Pirates of Treasure Island' (2006), 'Transmorphers' (2007), '2012: Doomsday' (2008), 'Sunday School Musical' (2008), 'Paranormal Entity' (2009), o já conhecido Titanic II (2010), '3 Musketeers' (2011), 'Abraham Lincoln vs. Zombies' (2012), 'Age of the Hobbits' (2012), 'Atlantic Rim' (2013) entre muitos outros. Reconheceu as semelhanças nos nomes. Talvez as capas dos filmes ressaltem melhor essa ideia do estúdio na tentativa de se "inspirar" nos grandes blockbusters. Confira abaixo alguns dos Mockbusters que mais chamaram a atenção.

H. G. Wells' War of the Worlds x Guerra dos Mundos (2005)


Snakes on the Train x Serpentes a Bordo (2006)



The Da Vinci Treasure x O Código DaVinci (2006)


Transmorphers x Transformers (2007)



Sunday School Musical x High School Musical (2008)


Atlantic Rym (2013) x Pacific Rim


Alien Vs Hunter x Alien vs Predador 2 (2007)


 O Hobbit (2012) x Age of Hobbit 


Esse último, aliás, gerou um grande problema para o estúdio The Asylum. A Warner, incomodada com o lançamento simultâneo de Age of Hobbit, acabou processando os produtores em função da semelhança com O Hobbit. Até por isso, o estúdio teve que mudar o nome do filme para Clash of the Empires. No entanto, vale destacar que apesar das semelhanças óbvias, na maioria dos casos os filmes produzidos pelo The Asylum não são cópias dos blockbusters. Na verdade, todos eles tem suas tramas próprias e em muitos casos apenas os títulos ou a temática são semelhantes. O estúdio, aliás, é considerado um excelente início de carreira para os profissionais da sétima arte e já atraiu também alguns nomes conhecidos do cinema, entre eles Ving Rhames (Missão Impossível, Pulp Fiction), Colin Firth (O Discurso do Rei), Mark Dacascos (O Corvo 2), Judd Nelson (Clube dos Cinco), C. Thomas Howell (E.T), Carl Weathers (o  inesquecível Apolo Creed de Rocky), Danny Trejo (Um Drink no Inferno), Mariel Hemingway (Superman IV) e Michael Pena (As Torres Gêmeas), que, aliás, atuou em Belly Fruit, primeiro filme distribuído pelo estúdio.


E se prepare. Porque além de Sharknado 2 o estúdio segue a pleno vapor. Esse é o The Asylum, um estúdio que em média não gasta mais do que 500 mil dólares para rodar um filme, utiliza sempre uma equipe reduzida, acaba apostando em atores decadentes, mas parece ter encontrado o seu lugar ao sol com o "curioso" Sharknado. 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...