segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Cinemaniac Indica (Zumbilandia)

Desde que vi o primeiro trailer de Zumbilândia, sabia que não ia me decepcionar no cinema. Com um humor pouco visto no cinema atual, ótimos efeitos visuais, excelente trilha sonora e um elenco de tirar o chapel, Zumbilândia entra para o seleto hall dos maiores filmes de zumbis que já pude assistir. Homenageando os grandes filmes do gênero, desde a estilização dos personagens, ao modo George Romero, à velocidade dos mortos-vivos, referência ao excelente trabalho de Danny Boyle em Extermínio, Zumbilândia é diversão garantida.

Com efeitos visuais impactantes, os créditos iniciais já valem o ingresso. Com uma câmera de altíssima qualidade, diversos ataques de zombies já mostram o quão criativo e recheado de humor negro o filme será. Aliás, por falar nele, as regras para sobreviver ao ataque dos zumbis são sensacionais, e altamente hilárias, preenchendo muito bem toda a história. Sem se preocupar em mostrar os motivos que levaram aquela situação, o diretor Ruben Fleischer opta por contar apenas a história de quatro personagens em especial. O primeiro, e autor das regras de sobrevivência, é o jovem Columbus, otimamente interpretado por Jesse Eisenberg. Tímido e retraído, Columbus sobreviveu a toda contaminação graças a sua ausência social e as tão exaltadas regras. Se Columbus só vivia para se esconder, Tallahassee (Woody Harlerson) era justamente o oposto. Sabendo que não tinha muita coisa a fazer, sua única diversão era matar zumbis e aproveitar pequenos, e impagáveis, momentos de prazer em meio ao caos. Na tentativa de fugir, os dois encontram as irmãs Little Rock (Abigail Breslin) e Wichita (Emma Stone) que apesar da aparência inofensiva, mostram estar "vacinadas" para enfrentar qualquer grande mal. Juntos, os quatro partem na tentativa de fuga, enquanto passam por situações realmente improváveis...

Aproveitando essa excelente sinopse, Zumbilândia mistura gêneros e sensações. Ao mesmo tempo que provoca o terror, abre também o espaço para as risadas, muitas diga-se de passagem. Sabendo aproveitar os ótimos recursos visuais, as mortes realmente impressionam, assim como as excelentes caracterizações. Tem Zumbi palhaço, noiva, criança, nua, gordo, enfim, zumbi para todos os gostos. Como se já não bastasse tudo isto, o filme tem ação de excelente qualidade, que poucos dos filmes "sérios" do gênero - se é que essa caracterização pode ser usada - conseguem. Outro ponto que merece, e muito, ser elogiado é o elenco. Com excelente química e grandes interpretações, Harlerson, Stone, Breslin e Eisenberg não deixam a desejar nem nas cenas de ação, tão pouco nos momentos mais densos do filme. Somados a estes méritos, o filme faz uma grande homenagem a Bill Murray, que apesar do pouco tempo em cena, provoca momentos hilários.


Aliás, não podemos falar de Zumbilândia sem lembrar do ácido e eficiente roteiro do longa. Repleto de piadas bem feitas, como muitas referências musicais e com altas doses de humor negro, a trama ganha corpo devido aos excelentes e muito divertidos diálogos, como na cena em que Murray e Talhhausen conversam. Para completar, a ótima trilha sonora é empolgante e contagiante, aumentando a adrenalina e contribuindo para o excelente ritmo de Zumbilândia, que termina deixando aquele gostinho de "quero mais".

A melhor diversão do ano, até o momento, Zumbilândia é ainda assim um filme de zumbi. Por isso não se enganem com a baixa, e surpreendente faixa etária. O filme não fica atrás de nenhum outro do gênero. Sem dúvidas, irá agradar à todos os fãs dos "Zombies".

5 comentários:

Jardel Nunes disse...

Filme fantástico, também não me decepcionou, e pelo contrário, me surpreendeu...
O filme podia ter uma hora a mais de continuação que não ia ficar nem um pouco chato..
Que venha a continuação...

thicarvalho disse...

Realmente Jardel. Um filme inteligente, altamente irônico, com boas cenas de ação e ótimo elenco. Esse gostinho de quero mais deve ser saciado em breve, já que Zumbilandia 2 deve mesmo sair do papel. Mto bom. Grande abraço e volte sempre.

Anônimo disse...

Gostaria de saber qual é a faxetaria idicativa para ver filme?

Anônimo disse...

Sorry gostarida de saber qual é faxetaria indicativa para ver *este filme?

thicarvalho disse...

Anônimo não foi alta não... Apenas 14 anos aqui no Brasil. Grande abraço e volte sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...