quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Cinemaniac Indica (O Maskara)

Lançando para o estrelato o ótimo comediante Jim Carrey e a competente musa Cameron Diaz, O Mascara é um dos melhores filmes no quesito diversão. Poucos filmes têm a facilidade de entreter e provocar gargalhadas, como o longa do ano de 1994 consegue. Aliando o humor todo performático de Carrey a belos e inovadores efeitos especiais, O Máskara se torna um dos melhores trabalhos do ator e diversão garantida para todo o público.

Com direção de Chuck Russel, que por sinal só se destacou com este trabalho, O Máskara conseguiu um surpreendente e cômico resultado. Adaptação de um HQ da década de 1980, o longa fez bastante sucesso junto ao público e até hoje é lembrado como um dos grandes filmes do gênero. Contando com um bom elenco, encabeçado pela então revelação Jim Carrey, Chuck permite ao ator toda a liberdade criativa sobre o personagem. A resposta foi imediata, e as atitudes nada convencionais do personagem, são realmente hilariantes na pele do comediante Jim Carrey. Abusando dos trejeitos e de toda a fantasia, apesar da ajuda dos ótimos efeitos especiais, podemos perceber todo o êxito de Carrey no personagem. Desde as caras e bocas, às mudanças de voz, toda o repertório do ator está lá. Além disto, Carrey não decepciona também na pele do pacato Stanley Ipkiss, que contrasta completamente com o alter-ego verde e bem humorado.

Somado a Carrey, O Maskara tem um bom elenco de apoio, liderado pela musa Cameron Diaz. Diferente da atualidade, quando cada vez mais a atriz vem tentando papeis mais profundos, em O Maskara ela abusa e usa de sua beleza nada convencional. Explorando de maneira certa este artifício, a direção usa bem a veia cômica da atriz, que apesar de ser engolida por Carrey, não compromete e protagoniza belas cenas com o ator, como a dança na boate Coco-Bongo.

Além do elenco, outro ponto bastante interessante no filme são os efeitos visuais e o figurino. Produzido pela Dream Quest Images em parceria com a Industrial Light & Magic, os efeitos são excelentes e muito bem aplicado na construção do filme. Como o personagem Maskara poderia se transformar em tudo o que quisesse, as possibilidades de criação foram inúmeras. Sabendo disto, Jim então vira lobo, caubói, galã latino, dançarino de rumba, super-heroi, uma espécie de Rambo com armas que saem bandeiras brancas, claro exemplo da inspiração em desenhos animados, entre muitas outras figuras bizarras. Tudo isto com uma caracterização muito engraçada, o que valoriza o trabalho da produção de figurino.

A grande curiosidade na adaptação da HQ de 1980, é que diferente do filme, o Mascara era uma figura vingativa e maldosa, mais semelhante à transformação feita pelo vilão do filme. Inicialmente, o diretor Chuck Russel queria trazer o personagem para mais perto da HQ, mas temeu pelo sucesso do filme. Por isto, ele optou que a mascara só traria uma personalidade ruim, para as pessoas que já tivessem um passado ruim, como no caso do personagem Dorian. Apesar de descaracterizar o personagem original, realmente o resultado foi brilhante e bastante cômico.

O Maskara se passa em Edge City e conta a história de Stanley Ipkiss (Jim Carrey), um cara decente que trabalha em um banco mas é socialmente desajeitado e sem muito sucesso com as mulheres. Após um dos piores dias da sua vida, ele acha no mar a estranha máscara de Loki, um deus escandinavo. Quando Stanley coloca a máscara, se transforma em O Máskara, um ser com o rosto verde que possui a coragem para fazer as coisas mais arriscadas e divertidas que Stanley receia fazer, inclusive flertar com Tina Carlyle (Cameron Diaz), a bela e sensual cantora que se apresenta no Coco Bongo, a discoteca do momento. O Máskara tem velocidade sobre-humana e um humor não-convencional e, enquanto isto, o gângster Dorian Tyrrell (Peter Greene), que namora Tina, se esforça para destruir o Máskara e se apoderar da máscara para usar seus poderes para o mal.

Enfim, com uma boa trama, um elenco afinado é ótimas cenas de humor, O Mascara é diversão de qualidade para ninguém colocar defeitos. Uma obra que você vê, revê e de alguma maneira, ainda se surpreende. Sem dúvidas, um belo e acima de tudo cômico filme, que apresenta inovação, criatividade e muita, mas muitas, diversão. Não deixem de assistir. Como diria o próprio personagem "DE MAIS".

Saiba Mais:

Conheça o primeiro trailer de Os Mercenários, mais novo trabalho de Stallone.
Marc Webb pode assumir Homem Aranha 4
Diretores assumem novos projetos
Tudo sobre O Sexto Sentido e Titanic
Assista ao primeiro trailer do brasileiro Segurança Nacional

5 comentários:

Leonardo Marques disse...

Quem nunca assistiu Maskara que atire a primeira pedra. Acho que o segredo do filme é que, além de monstrar ao mundo o que Jim Carrey é capaz, também impressionou com os efeitos especiais devido a época. Não adianta querer elevar a atuação de outros atores do filme, O Maskára é feito por Jim e ponto.
Assisti, assisto e assistirei muitas vezes se puder.

Hugo disse...

Este é um exemplo de que Jim Carrey pode ser engraçado quando os o diretor utiliza o talento físico e facial para cenas realmente bem feitas com a ajuda de bons efeitos especiais.

Abraço

thicarvalho disse...

Vcs falaram tudo. Leonardo, o Maskara realomente mostrou todo o talento performático de Carrey. Como falei Jim engole todos os outros atores, que são estão lá para compretar o elenco. Valeu pela visita Leonardo e volte sempre.

Hugo, sem dúvidas, Carrey tem sempre q explorar estas facetas. Realmente é bastante hilário e chama sempre muita a atenção. Diversão garantida... Grande abraço Hugo e volte sempre.

Nekas disse...

Eu adoro esta comédia de Jim Carrey!


Abraço
http://nekascw.blogspot.com/

Red Dust disse...

Um filme engraçado. E assim estava mais que lançado Jim Carrey para o estrelato, que já vinha dando nas vistas com Ace Ventura.

Abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...