domingo, 7 de fevereiro de 2016

Alejandro G. Iñarritu, de O Regresso, é eleito o Melhor Diretor no DGA 2016

Premiação é uma das mais influentes prévias do Oscar

Leonardo DiCaprio e Alejandro G. Iñarritu Foto: Jim Smeal/BEI/BEI/Shutterstock
Numa cerimônia longa, cansativa e previsível, o Sindicato dos Diretores da America consagrou o realizador Alejandro G. Iñarritu com o prêmio de Melhor Diretor no Directors Guild Awards 2016. Responsável pelo doloroso O Regresso (confira a nossa opinião aqui), o diretor mexicano recebeu pelo segundo ano consecutivo este importante prêmio. Em 2015, ele já havia levado o DGA por seu trabalho em Birdman (ou A Inesperada Virtude da Ignorância). Um dos mais eficientes termômetros da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, o sindicato dá a Iñarritu um inegável favoritismo na corrida pelo Oscar. A critério de informação, desde 1996 apenas um diretor recebeu o prêmio pela Academia sem ter vencido o DGA. No ano de 2012, enquanto Ben Affleck levou a melhor no sindicato com Argo, Ang Lee recebeu o Oscar pelo seu elogiado trabalho em As Aventuras de Pi. Além disso, a vitória de Alejandro G. Iñarritu dá uma ligeira embolada na imprevisível disputa pela estatueta de Melhor Filme, que parece cada vez mais polarizada entre A Grande Aposta (vencedor no Sindicato dos Produtores), Spotlight (consagrado pelo Sindicato dos Atores) e O Regresso. 


Já na categoria Melhor Diretor Estreante, o promissor Alex Garland (na foto acima, à esquerda, ao lado de Steven Spielberg) recebeu o prêmio pelo aclamado Sci-Fi Ex-Machina. Apesar da merecida vitória do realizador inglês, temos que lembrar da presença do brasileiro Fernando Coimbra, reconhecido como um dos finalistas pelo Sindicato dos Diretores dos EUA por seu trabalho no elogiado suspense O Lobo Atrás da Porta. Por fim, entre os documentários, o realizador Matthew Heinman levou a melhor com Cartel Land, produção norte-americana sobre a guerra contra o narcotráfico no México. Confira abaixo os vencedores nas categorias relacionadas ao cinema e clique aqui para ver a lista completa do DGA 2016.  

MELHOR DIRETOR

Alejandro G. Iñárritu - O Regresso
Tom McCarthy - Spotlight - Segredos Revelados
Adam McKay - A Grande Aposta
George Miller - Mad Max: Estrada da Fúria
Ridley Scott - Perdido em Marte

MELHOR DIRETOR ESTREANTE

Fernando Coimbra - O Lobo Atrás da Porta
Joel Edgerton - O Presente
Alex Garland - Ex Machina
Marielle Heller - The Diary of a Teenage Girl
Laszlo Nemes - Son of Saul

MELHOR DOCUMENTÁRIO

Jimmy Chin e Elizabeth Chai Vasarhelyi - Meru
Liz Garbus - What Happened, Miss Simone?
Alex Gibney - Going Clear: Scientology and the Prison of Disbelief
Matthew Heinman - Cartel Land
Asif Kapadia - Amy

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...