sábado, 22 de novembro de 2008

Cinemaniac Indica (Frankstein de Mary Shelley)

Este é o primeiro caso no cinema mundial (pelo que eu tenho conhecimento), de um remake ser mais fiel ao original, do que o próprio filme original. Isto parece difícil de entender, mas é facil de explicar.

O primeiro filme de Frankstein, do ano de 1931, com o grande Boris Karloff, é criado a partir da obra de Mary Shelley, porém sem seguir fielmente o livro, que é bastante complexo e vanguardista, não se encaixando assim nos padrões do cinema daquele período. Até por isto o filme de 1994, que carrega no nome a referência a Mary Shelley, é mais fiel a obra, e em muitos pontos se difere do filme original, não pela qualidade já que os dois tem de sobra, mas sim pela trama.

Frankestein de Mary Shelley, por mais incrível que pareça, se tornou um fracasso de público e crítica, talvez por estes não estarem prontos para receber esta grande obra. Porém, não se enganem por estas confirmações, já que o filme é uma excelente obra, sobre um dos personagens mais enigmáticos do cinema. O filme conta com um elenco de peso, que tráz nomes como os de Robert De Niro, na pele de Frankstein, Helena Boham Carter, John Cleese, Aidan Quinn e principalmente, Kenneth Branagh, que vive o personagem Victor Frankstein de forma Majestral. Aliás, Kenneth também dirige o filme.

Na trama, que se passa em 1974, um explorador no Ártico ao tentar abrir caminho através do gelo encontra Victor Frankenstein (Kenneth Branagh). Logo depois os cães decidem atacar uma criatura (Robert De Niro), que os mata rapidamente. Assim, Victor decide contar-lhe, como tudo começou, quando ele foi estudar medicina em Ingolstadt, deixando para trás sua noiva e levando consigo uma única obsessão: vencer a morte. Na faculdade, ao discordar de um renomado mestre, acaba chamando a atenção de outro, que revela seus experimentos em reanimar tecidos mortos. No entanto, este pesquisador é assassinado e o culpado pelo crime é enforcado, então Victor decide colocar o genial cérebro do mestre no vigoroso corpo do assassino, mas as conseqüências de tal ato seriam inimagináveis

Frankestein de Mary Shelley deixa a seguinte questão no ar: Quem é o verdadeiro monstro, Victor Frankstein, o médico, ou a criatura? Vejam o filme e tirem suas próprias conclusões deste grande clássico da literatura inglesa e, porque não, do cinema mundial.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...