sábado, 5 de julho de 2014

Top 10 (Melhores filmes do primeiro semestre)

Com o final do primeiro semestre chegou a hora de listarmos os melhores trabalhos dos primeiros seis meses de 2014, segundo o blog Cinemaniac. Trazendo longas lançados no Brasil até o último final de semana de Junho, a lista reúne indicados ao Oscar, blockbusters de verão, carismáticas animações e os sempre presentes filmes de super-heróis. Sem mais, começamos com...

10º X-Men: Dias de um Futuro Esquecido (FOX)


Orçamento: US$ 200,000,000
Bilheteria: US$ 715,193,160

"Com Bryan Singer de volta ao comando, X-Men: Dias de um Futuro Esquecido é o trabalho que a franquia estava precisando para voltar a se consolidar nos cinemas. Muito mais do que um novo rumo, Singer consegue trazer a sua cara a esta continuação, reunindo o melhor que o passado e o presente dos mutantes poderia oferecer aos espectadores."

Uma Aventura Lego (Warner Bros)



Orçamento: US$ 60,000,000
Bilheteria: US$ 467,153,726

"Apostando também num bem utilizado 3-D, que não se resume a jogar peças na cara do espectador, Uma Aventura Lego é, desde já, umas das grande surpresa de 2014. Um longa de aparência despretensiosa, com um humor bastante inocente, mas extremamente agradável as crianças e aos adultos. Apresentando interessantes e sinceras lições de moral, a obra acerta em cheio ao manter a essência deste tradicional brinquedo. A capacidade de criar, de ser original e de dar vida as suas principais ideias. Sejam elas geniais, como as do criador da Lego Ole Kirk Christiansen, ou as mais simples, como as do nosso herói Emmet."

8º Alabama Monroe (Imovision)



Orçamento: Não divulgado
Bilheteria: US$ 5,475,058

"Uma espécie de conto de fadas às avessas, Alabama Monroe é um retrato fiel e extremamente dramático sobre as peças que só a vida pode nos pregar. Conduzido com mãos fortes por Felix Van Groening, o longa tem como grande mérito a forma direta como aborda alguns delicados temas e as questões que acaba por levantar. Embalado pelo ritmo incessante do bluegrass, e pelo com grande desempenho do time de atores, o drama tem como grande mérito o fato de mostrar a vida como ela é."

7º Frozen (Disney)



Orçamento: US$ 150,000,000
Bilheteria: US$ 1,263,716,698

"Desenvolvido de forma ágil e equilibrada, Frozen consegue criar aquele encantamento no espectador, que ao longo de décadas, muitos filmes da Disney já promoveram. Explorando personagens cativantes, uma trilha sonora certeira e um equilíbrio entre alguns recursos que consagraram o gênero, Frozen vai buscar no passado glorioso da Disney a fórmula para levar multidões aos cinemas."

Godzilla (Warner Bros)




Orçamento: US$ 160,000,000
Bilheteria: US$ 488,378,015

"Conseguindo suprir boa parte das expectativas que cercavam o projeto, Godzilla é uma ode a toda mitologia que sempre marcou o personagem. Demonstrando uma invejável maturidade para um estreante em grandes produções, o diretor Gareth Edwards surpreende não só pelo aspecto visual, mas principalmente pela tentativa de oferecer uma abordagem humana a essa nova versão. Um pequeno algo a mais para a um blockbuster que só precisava ser empolgante. E isso, sem dúvida alguma, o "novo" Godzilla é."

A Grande Beleza (Janus Films)


Orçamento: Não divulgado
Bilheteria: US$ 21,352,400

"Longe de ser um filme comercial, se é que esse rótulo deveria existir, A Grande Beleza é um longa provocante. Um filme que não merece ser apenas visto, mas sim apreciado e sentido, tamanha a qualidade de sua estética artística e a sensibilidade do material apresentado. Filmando a decadência e a desilusão - seja financeira, seja pessoal, ou religiosa - como ninguém, o diretor italiano Paolo Sorrentino prova que pelo menos no cinema, o velho e o novo sempre vão coexistir muito bem."

12 Anos de Escravidão (FOX Searchlight)



Orçamento: US$ 20,000,000
Bilheteria: US$ 187,733,202

"Apesar da unidimensionalidade de alguns personagens incomodar um pouco, principalmente com relação aos escravocratas, 12 Anos de Escravidão é uma obra de impacto único. Apresentando a incrível história real de Solomon Northup, Steve McQueen não foge da responsabilidade de nos promover uma obra definitiva sobre o tema. De forma completamente imparcial e crua, o diretor britânico captura toda a complexidade deste nefasto período histórico, destacando as verdadeiras diferenças entre viver e sobreviver."

Philomena (Weinstein Company)


Orçamento: US$ 12,000,000
Bilheteria: US$ 100,129,872

"Uma grande surpresa. Essa frase pode resumir bem o que é Philomena, uma tocante história real conduzida de forma sútil pelo experiente Stephen Frears. Um trabalho simples e sincero, de aparência até despretensiosa, que ganhou notoriedade por se colocar entre os gigantescos Gravidade, O Lobo de Wall Street, Trapaça e 12 Anos de Escravidão na briga pelo Oscar de Melhor Filme. O maior prêmio para o longa, no entanto, é conseguir a simples atenção do grande público."

2º Como Treinar o seu Dragão 2 (DreamWorks)




Orçamento: US$ 145,000,000
Bilheteria:  US$ 237,350,000*

"Repetindo toda a ousadia temática do original, Como Treinar o seu Dragão 2 entra para o seleto grupo das continuações que conseguem se igualar ao seu antecessor. Flutuando entre os gêneros com extrema sensibilidade, a animação novamente dirigida por Dean DeBlois é perfeita ao nos apresentar toda a evolução comportamental de Soluço e sua turma. Embalado pela empolgante construção digital, com direito a um primoroso uso do 3-D, o longa é uma precisa e corajosa fábula sobre os dilemas e as inseguranças envolvendo a precoce chegada da vida adulta."

Capitão América - O Soldado Invernal (Marvel Studios)



Orçamento: US$ 170,000,000
Bilheteria: US$ 711,225,897

"Embalado por empolgantes cenas de ação, a pancadaria come solta nas mãos dos diretores Anthony e Joe Russo, e pela grandiosidade dos efeitos visuais, Capitão América 2: O Soldado Invernal é muito mais do que um simples filme pipoca. É um sólido trabalho, responsável por dar um novo rumo a toda franquia Os Vingadores. Mais do que tudo isso, no entanto, esta continuação é uma resposta para aqueles que duvidavam da incapacidade do estúdio em produzir uma obra com teor mais sério."

Menções Honrosas

- Hoje eu Quero Voltar Sozinho (Vitrine Filmes)



Orçamento: R$ 2,065,000 
Bilheteria: US$ 986,216

"Fugindo dos clichês envolvendo o relacionamento homossexual, Hoje eu quero Voltar Sozinho é mais um daqueles filmes "fadados" a se tornar o retrato de uma geração. Flutuando muito bem entre a comédia e o romance, o longa consegue dar uma nova roupagem aos dilemas e clichês envolvendo a adolescência."

- Pais e Filhos (IFC)



Orçamento: Não divulgado
Bilheteria: US$ 19,945,558

"Apostando no poder universal de sua trama, e na opção de fugir dos melodramas, Pais e Filhos é uma bem vinda e singela reflexão sobre os dilemas envolvendo o processo de criação dos nossos filhos. "

- Clube de Compras Dallas (Focus Features)


Orçamento: US$ 5,000,000
Bilheteria: US$ 55,198,285

" Clube de Compras Dalas é um relato emocional e sensível sobre o "boom" da AIDS nos EUA. Com impecáveis desempenhos de Leto e McConaughey, o drama acerta ao destacar como a vida pode dar voltas."

Surpresa

- Sem Escalas (Paris Filmes)


Orçamento: US$ 50,000,00
Bilheteria: US$ 198,742,160

"Tensão interrupta, ação bem concebida, competente direção, reviravoltas contextualizadas, esses são alguns dos adjetivos que podem definir o competente Sem Escalas. Mais um desempenho eficiente do diretor espanhol Jaume Collet-Serra, que ao se inspirar nos melhores trabalhos recentes de Liam Neeson consegue criar um raro filme de ação. Daqueles que não se originam a partir de heróis dos quadrinhos ou de personagens oitentistas."

Decepção

- Caçadores de Obras Primas (Sony\Columbia)



Orçamento: US$ 70,000,000
Bilheteria: US$ 154,984,035

"Ainda que seja uma obra repleta de boas intenções, Caçadores de Obras Primas é um retrocesso na carreira de diretor de George Clooney. Apostando no poderoso time de atores, e numa narrativa que oscila com pouca destreza entre os gêneros, o longa funciona como um entretenimento leve e esquecível."

Merece Destaque

- O Grande Herói (Universal)



Orçamento: US$ 40,000,000
Bilheteria: US$ 149,295,601

"Um longa intenso, de aspecto visceral, que não se perde em meio a parcialidade que acompanha (geralmente) todas as homenagens. Até porque, quando necessário, o diretor Peter Berg deixa claro quais são os verdadeiros heróis desta impressionante história real."

*Bilheteria Parcial

2 comentários:

Alan Raspante disse...

Tenho que ver mais (ou quase) da metade da lista! O.o

Vou correr atrás do tempo perdido! rs Dicas anotadas!

thicarvalho disse...

Veja e depois deixe a sua opinião. São todos bons filmes. Abs.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...