quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Cinemaniac Indica (Três Ladrões e um Bebê)

Em um dia de tarde chuvosa aqui do Rio de Janeiro, sentei no sofá da sala para assistir algum bom filme. Ao dar uma zapiada pelos canais, percebi que não era um bom dia para isto, até que achei o filme Três Ladrões e um Bebê. Confesso que pelo nome não me interessei, mas ao ler a sinopse, vi o nome de Jackie Chan e resolvi assistir, sem medo de errar. Muitos podem não gostar do estilo dele, de suas palhaçadas enquanto luta, mas é inevitável afirmar que seus filmes sabem divertir o público. Com ação de qualidade, anexada a uma história legal, o filme produzido na China é bastante divertido e proporciona até boas surpresas.

Com uma sinopse previsível, esperava apenas dar boas gargalhadas e passar o tempo, mas na veradade o filme conseguiu prender minha atenção. Diferente de seus filmes ocidentais, o Jackie Chan oriental é mais ousado, e porque não, mais engraçado. Não sei porque, mas acho que os melhores filmes do ator são ainda os realizados no Oriente, como por exemplo, Police Story e Thunderbolt: Ação sobre rodas. Sei lá, acho que Jackie combina mais com as loucuras do estilo oriental de fazer filme. Aliás, este estilo é um capitulo a parte. De maneira muito diferente os chineses, no caso deste filme, conseguem transformar uma incrível misturada em um filme curiosamente bom. Acreditando que aquilo tudo pode realmente acontecer, e se apoiando na doidera de Jackie Chan, que mesmo com 56 anos não usa dublê em nenhuma cena, os diretores abusam e usam de cenas completamente surreais.

Mas isso não chega a ser um demérito, pelo contrário, já que é a grande diversão do filme. Aliás, outra caracteristica interessante no filme é a miscelância de gêneros. De uma cena para outra o filme passa de comédia à drama em segundos. Apesar do estranhamento em alguns momentos, principalmente no jeito ocidental de fazer filme, com o passar das cenas você passa a aceitar melhor isto. E mesmo com o exagero em algumas cenas, eu acho válido estas mudanças, que foram um dos principais motivos que me fizeram colar a atenção no filme.

Três ladrões e um Bebê conta a história do compulsivo jogador Slipper (Jackie Chan), que em meioa uma série de dívidas e brigado com a família, resolve se juntar com os seus complicados parceiros Octopus e o Senhorio, para fazer um grande roubo de 7 milhões de dólares. Porém, sem saber que o roubo não era de dinheiro, o trio acaba sequetrando um pequeno e indefeso bebê, ótimo por sinal, para conseguir o resgate do avô milionário. Sem qualquer tipo de jeito para cuidar de bebês o trio tem que se virar para proteger a criança, principalmente quando um grande chefão resolve também ter interesse no bebê. Encurralados pelos políciais e perseguidos por gângsteres perigosos, este trio embarca numa arrepiante, perigosa e delirantemente engraçada fuga para colocar BB de volta em seu berço são e salvo.

Apesar de não ser nenhuma grande obra do cinema, o filme sem dúvida é diversão de qualidade. O grande porém fica a cargo da péssima dublagem americana, que simplesmente destroi o filme. Então fica a dica, veja o filme, e de preferência dublado em português. Espero que todos gostem e se divirtam com o "kung fu piruetado" de Jackie Chan.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...