quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Top 10 (Filmes que conduziram os atores negros à estatueta do Oscar)

Nesta quinta-feira é celebrado em alguns municípios brasileiros o Dia da Consciência Negra, data emblemática na luta pelo fim das desigualdades raciais em nosso país. Processo que, diga-se de passagem, também foi, ou talvez ainda seja, enfrentado pelos atores negros em Hollywood. Em meio a briga pelo lugar ao sol, pouco a pouco nomes como Sidney Poitier, Whoopi Goldberg, Morgan Freeman e Denzel Washington foram escrevendo a sua história no cinema, ganhando grandes prêmios e superando as barreiras raciais dentro da indústria do Cinema. Para celebrar o Dia da Consciência Negra, neste Top 10 Cinemaniac confira dez dos filmes que levaram estes nomes à estatueta do Oscar.

10º Ghost (1990)


Uma das maiores atrizes negras da década de 1990, Whoopi Goldberg se consagrou realmente em Hollywood por seu desempenho em Ghost - Do Outro lado da Vida. Vencedora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante, ela brilhou na pele de uma medium trambiqueira, que acaba ajudando um espírito a encontrar a luz. Dividindo a tela com Patrick Swayze e Demi Moore, Whoopi surpreendeu ao derrotar nomes como Lorraine Bracco (Os Bons Companheiros) e Annette Bening (Os Imorais). Dirigido por Jerry Zucker (Apertem os Cintos, o piloto Sumiu), Ghost se tornou um clássico popular e alavancou a carreira desta atriz, que seguiria brilhando por boa parte dos anos 90. 

9º Uma Voz nas Sombras (1963)


Um dos maiores ícones negros em Hollywood, Sidney Poitier foi também um dos grandes responsáveis por quebrar muitas barreiras raciais dentro da indústria do Cinema. Responsável por clássicos como Ao Mestre com Carinho (1966), Poitier se tornou o primeiro negro a ganhar um Oscar de Melhor Ator em Uma Voz na Sombra. Dirigido por Ralph Nelson (Réquiem para um Lutador), o longa narra a história de um operário desempregado (Poitier) que vê o seu carro enguiçar em frente a uma local habitado por freiras católicas. Lá, uma delas acredita que ele foi enviado por Deus para construir uma igreja naquela região. Disposto a ajudar, o homem começa a fazer pequenas tarefas, se envolvendo pouco a pouco com a realidade das freiras. Um grande desempenho de Sidney Poitier, que com esse papel conseguiu derrotar nomes como Paul Newman (O Indomável), Albert Finney (As Aventuras de Tom Jones) e Richard Harris (O Pranto de um Ídolo). 

8º Jerry Maguire - A Grande Virada (1996)


Um dos atores mais subestimados por Hollywood, Cuba Gooding Jr. chegou atingiu o auge em sua carreira no elogiado Jerry Maguire - A Grande Virada. Contracenando com Tom Cruise e Renée Zellweger, o ator roubou a cena ao dar vida a um temperamental jogador de futebol americano que se torna a última alternativa para um decadente agente de esportes (Tom Cruise). Dirigido por Cameron Crowe (Quase Famosos), o longa foi muito bem recebido na época com quatro indicações ao Oscar. A única ganha, no entanto, foi justamente a de Cuba Gooding Jr., como Melhor Ator Coadjuvante, derrotando os elogiado William H. Macy, do aclamado Fargo, e Edward Norton, do suspense As Duas Faces de um Crime. 

7º Histórias Cruzadas (2012)


Uma das grandes surpresas do Oscar 2012, Histórias Cruzadas é uma daqueles trabalhos necessários para se entender a luta pela igualdade racial nos EUA. Apesar do tom aparentemente leve e bem humorado, o longa dirigido por Tate Taylor (James Brown) é contundente ao mostrar o preconceito contra as mulheres negras na década de 1960. Na trama, estrelada pelas vibrantes Viola Davis e Octavia Spencer, uma jovem escritora (Emma Stone) resolve escrever um livro sobre a realidade das babás negras daquela região. Apesar da resistência, ela encontra então numa empregada (Davis) um exemplo de força e superação, entendendo o quão delicada era a situação daquelas senhoras responsáveis por cuidar da maioria das famílias brancas. Surpreendentemente indicado a quatro categorias, o longa acabou consagrando a incrível Octavia Spencer como a Melhor Atriz Coadjuvante de 2012, deixando para trás nomes como Bérénice Bejo, de O Artista, Jessica Chastain, também de Histórias Cruzadas, e Janet McTeer, de Albert Nobbs.

6º Ray (2004)


Contando com a estupenda atuação de Jamie Foxx, a cinebiografia Ray foi responsável por dar um novo status à carreira deste competente ator. Narrando a vida do celebre cantor Ray Charles, o longa dirigido por Taylor Hackford se mostrou verdadeiramente surpreendente graças a entrega de Foxx, que encarnou o cantor de forma extremamente inspirada. Emprestando não só a sua fisionomia, como também a sua voz, Jamie Foxx brilhou intensamente no longa, levando o Oscar de Melhor Ator em 2004, derrotando um timaço que incluía Clint Eastwood (Menina de Ouro), Don Cheadle (Hotel Ruanda), Leonardo DiCaprio (O Avidador) e Johnny Depp (Em Busca da Terra do Nunca). O longa, aliás, também ganhou o Oscar de Melhor Mixagem de Som.

5º 12 anos de escravidão (2013)


Grande vencedor da última edição do Oscar, 12 Anos de Escravidão chocou o mundo ao mostrar de forma contundente a triste realidade do período escravocrata. Dirigido por Steve McQueen, que se tornou somente o terceiro realizador negro a ser indicado a um Oscar de Melhor Direção, o longa narrou a história real de Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor), um homem alforriado que acabou traído e voltou a ser escravo por doze anos. Trazendo no elenco nomes como Paul Dano, Paul Giamatti, Benedict Cumberbatch, Brad Pitt e Michael Fassbender, o drama acabou consagrando a visceral atuação de Lupita Nyong'o, vencedora do Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante. Na pele da sofrida Patsey, inclusive, Lupita derrotou nomes como Julia Roberts, Jennifer Lawrence e June Squibb.

4º Menina de Ouro (2004)


Além de ter consagrado Jamie Foxx em Ray, o ano de 2004 também fez grande justiça com Morgan Freeman. Indicado ao Oscar anteriormente por Armação Perigosa (1988), Conduzindo Miss Daisy (1989) e Um Sonho de Liberdade (1994), ele finalmente levou a sua primeira estatueta por Menina de Ouro. Dirigido e estrelado por Clint Eastwood, o longa conta a história de um experiente técnico de boxe que resolve dar aulas a uma obstinada lutadora (Hillary Swank). Percebendo o talento da jovem, os dois iniciam uma jornada de vitórias que acaba esbarrando numa fatalidade do destino. Braço direito do treinador, Morgan Freeman dá vida a Eddie, um auxiliar que rouba a cena ao longo de toda película. Vencedor de quatro Oscar, incluindo Melhor Filme, Direção e Atriz, o longa consagrou Morgan Freeman como o Melhor Ator Coadjuvante, derrotando nomes como Jamie Foxx (Colateral) e Clive Owen (Closer - Perto Demais). 

3º O Último Rei da Escócia (2006)


Dirigido com brilhantismo por Kevin Macdonald, O Último Rei da Escócia consagrou Forest Whitaker por sua arrebatadora interpretação do cruel general Idi Amin. Narrando a história de um dos maiores ditadores da África, o longa conta a história do escocês Nicholas Garriga (James McAvoy), um médico aventureiro que acaba se tornando homem de confiança de Amin. Atraído pela sua personalidade forte e pelo notório carisma, pouco a pouco Nicholas vai percebendo a realidade por trás das atitudes do general, principalmente após se envolver com uma de suas amantes. Recheado de cenas impactantes, incluindo o sufocante clímax, O Último Rei da Escócia trouxe novos contornos a já extensa carreira de Forest Whitaker, permitindo que ele levasse o Oscar de Melhor Ator. Whitaker, aliás, derrotou nomes como Leonardo DiCaprio (Diamantes de Sangue), Will Smith (A Procura da Felicidade), Ryan Gosling (Half Nelson) e Peter O'Toole (Venus).

2º Dia de Treinamento (2001)



Vencedor do Oscar de Melhor Ator Coadjuvante em Tempo de Glória (1989), um épico sobre a Guerra Civil norte-americana que também merece ser citado nesta lista, Denzel Washington já era um dos atores mais respeitados de Hollywood quando brilhou intensamente em Dia de Treinamento. Dirigido por Antoine Fuqua (Atirador), o thriller narra a história de um policial novato (Ethan Hawke) que no seu primeiro dia dentro da Narcóticos cai nas mãos de um detetive de moral extremamente duvidosa (Washington). Apresentado ao sub-mundo do crime local, o jovem precisará suportar não só as tentativas de corrupção, como também o comportamento instável deste experiente policial. Como se não bastasse a impecável atuação de Hawke, que também foi indicado ao Oscar, Denzel Washington tem um daqueles desempenhos raros, indo do insano ao carismático de forma brilhante. Não é por menos que com esse papel, o ator levou o seu segundo Oscar, o primeiro como Melhor Ator, superando nomes como Sean Penn (Uma Lição de Amor), Tom Wilkinson (Entre Quatro paredes), Russel Crowe (Uma Mente Brilhante) e Will Smith (Ali).

1º ...E o Vento Levou (1939)




Um dos maiores clássicos da história do Cinema, ...E o Vento Levou marcou também o primeiro Oscar de uma atriz negra. Em meio ao latente preconceito racial nos EUA, que impediu a atriz de receber a estatueta na premiação em Atlanta, Hattie McDaniel levou um dos oito Oscar do longa como Melhor Atriz Coadjuvante, deixando o seu nome na história da Academia. Narrando a jornada de Scarlett O'Hara (Vivian Leigh) em meio Guerra Cívil norte-americana, o longa de 238 min trouxe Hattie McDaniel no papel de Mammy, uma zelosa escrava que tinha um grande afeto por Scarlett. Por mais que o longa tenha alguns momentos polêmicos, principalmente os que envolvem a Ku Klux Klan, ...E o Vento Levou se tornou um marco dentro de Hollywood, quebrando as barreiras da época ao permitir que uma atriz negra pudesse brilhar e levar um Oscar.

Aproveitando o tema, confira a nossa lista com dez dos mais relevantes personagens negros da sétima arte. 

3 comentários:

Hugo disse...

Sem diminuir o valor dos prêmios para os outros atores, mas o de Sidney Poitier e Hattie McDaniel são verdadeiras façanhas pela forma como os atores negros eram vistos na época.

Depois da vitória de Poitier, demorou quase vinte anos para Louis Gosset Jr vencer em 1982.

Abraço

thicarvalho disse...

Sem dúvidas Hugo, pra se ter uma noção McDaniel não pode receber o Oscar por questões raciais. Felizmente, pouco a pouco essas barreiras vão sendo quebradas. Abs.

Joana Teixeira disse...

Ótima lista. Realmente existem ótimos filmes com atores negros e fiquei curiosa com alguns que vou tentra assistir. Sem dúvida que a consciência negra é importante para evoluirmos como civilização! http://demonstre.com/cinco-filmes-negros-com.../Abraços e até ao próximo post!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...