quarta-feira, 30 de julho de 2008

Cinemaniac Indica (Onde os Fracos não tem vez)

Hoje venho aqui indicar um filme que foi o grande vencedor do Oscar no último ano, levando quatro estatuetas. Porém isto é apenas um detalhe perto do grande filme que os irmãos Cohen nos proporcionaram. Confesso a vocês não gostar muito do estilo deles, com filmes meio “doidinhos”, que misturam comédia, drama e suspense (o maior exemplo é Fargo), mas em Onde os Fracos Não tem Vez, esta mistura é a característica que transforma o filme em um clássico.

Logo de inicio, já falo mais uma vez, quem gosta de filmes com finais Happy End’s, com clichês e coisas do gênero eu NÃO indico este filme. O filme em si é um grande suspense psicológico, com personagens cativantes e atores ótimos, incluindo a brilhante atuação de Javier Badem. Javier encara um vilão enigmático, cruel e muito esquisito, de forma perfeita. Podem escrever, muitos vilões a partir de agora vão se inspirar no personagem Chigurh. E alem deste super vilão, o filme conta com cenas sufocantes, de deixar sem fôlego, e uma característica em especial aumenta este clima de suspense. Vocês podem reparar, o filme não possui trilha sonora, ou seja, as cenas acontecem em cima do silêncio mais musical que eu já ouvi. E esta é apenas umas das características especiais vistas no filme. Aliás, o filme parece ter sido pensado segundo a segundo, de forma detalhista e bastante engenhosa. Todas as cenas, as posições das câmeras, a edição, tudo parece ter sido muito bem pensado, e por isto Onde os Fracos Não tem vez agradou a muitos.

Já estou sem palavras para falar do filme, então vamos à história do filme. Onde os Fracos não tem vez se passa no Texas, na década de oitenta, e conta a história de Llewelyn (Josh Brolin, surpreendente e excelente atuação) um caçador, que em meio a uma de suas caçadas, encontra uma valise com dois milhões de dólares. Sem pestanejar, Llewelyn some com o dinheiro, mesmo sabendo que muitas pessoas iriam correr atras deste dinheiro. E dentre estas pessoas estava o frio assassino Anton Chigurh (Javier Badem) que por onde passa deixa um rastro de mortes, que chamam a atenção das autoridade locais, e em especial do Xerife Ed Tom Bell (Tommy Lee Jones, também muito bem no filme). A partir daí o destino destes três homens, e de muitos outros pelo seu caminho, irão muda drasticamente em meio a busca e a ganância pelo dois milhões de dólares.

Enfim gostaria de deixar bem claro, que este não é um filme convencional e eu soube que muitas pessoas até deixaram o cinema no meio da sessão (quando o filme era exibido nos cinemas). Mas para aqueles que estiverem procurando um ótimo suspense, com excelentes cenas e estiverem preparados a arriscar duas horas de suas vidas (caso não gostem), Onde os Fracos não tem vez é uma ótima pedida.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...